Saiba tudo o que você precisa para viajar de cruzeiro

Tudo o que voce precisa para viajar de cruzeiro

Viajar de cruzeiro está ficando mais fácil e as vendas estão em alta. Se até alguns anos atrás esse passeio era apenas para pessoas com muito dinheiro, agora há pacotes mais baratos e que oferecem uma experiência única.

Para ter uma ideia, dados da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil) indicam que a procura por essa modalidade cresceu 21% no primeiro semestre de 2019. Foram 293 mil embarques de brasileiros, o que faz do País ser o maior consumidor desse tipo de passeio na América do Sul.

Será que realmente vale a pena viajar de cruzeiro? Como essa modalidade funciona e quais são as rotas mais populares. Esses são os tópicos que vamos abordar neste artigo. Acompanhe!

Quer viajar de cruzeiro? Entenda mais sobre essa modalidade, quais são os tipos, quais serviços estão incluídos e como ele funciona.
Cada vez mais brasileiros estão descobrindo as vantagens de viajar em cruzeiros.

O panorama dos cruzeiros

Viajar a bordo de um navio é o sonho de muitas pessoas. Por isso, os dados da Clia Brasil indicam que o total de passageiros cresceu 16,1%, quando o período considerado vai de junho de 2018 ao mesmo mês de 2019. Nesse intervalo de 12 meses, foram transportados 402 mil passageiros.

A pesquisa ainda indica que a idade média dos passageiros é de 45 anos e o tempo de viagem costuma ser de 6,5 dias. Durante a temporada 2018/2019, sete cruzaram a costa do país por 841 dias.

Esse resultado foi 5,4% maior que a temporada anterior. Para a economia, todos esses dados representam uma injeção de R$ 2,083 bilhões, ou seja, a alta foi de 16,2%.

As características dos cruzeiros

Viajar de cruzeiro é uma experiência única — e esse é o fator que justifica o crescimento da procura. Ao optar por essa modalidade, você faz uma degustação de destinos, já que o navio fica ancorado nas paradas, entre cinco e nove horas, para seguir viagem depois disso.

Com isso, você conhece várias cidades diferentes sem investir mais dinheiro nem desfazer as malas o tempo todo. Todas as comodidades estão disponíveis no navio. Ainda existem passeios mais imersivos. Um exemplo são aqueles que vão até a Antártida, que contam com palestras de biólogos.

Outras possibilidades são as viagens de cruzeiro temáticas, por exemplo, fitness, de culinária, vinho ou dança. Junto a isso, você também pode experimentar diferentes experiências devido à tecnologia.

Muitos navios já contam com telões hi-tech, robôs que preparam drinques, simuladores de paraquedismo e surfe e cápsulas de vidro que elevam as pessoas a mais de 90 metros acima do mar. Até o check-in já é facilitado, pois pode ser feito pela internet.

A impressão do set sail — como é chamado o cartão de embarque — permite ter acesso às etiquetas das bagagens, que são entregues na cabine. Junto com isso, é entregue a pulseirinha funcional, que permite abrir portas, fazer compras nas lojas do navio e pagar por bebidas ou refeições extras.

Assim, fica claro que a tecnologia traz comodidade às viagens de cruzeiro, além de oferecer uma experiência diferenciada.

Curiosidade: O maior cruzeiro do Brasil é o transatlântico MSC Seaview. Ele tem 323 metros de comprimento, 72 metros de altura e capacidade para cerca de 5,3 mil passageiros. Já o maior cruzeiro do mundo é o Symphony of The Seas. O gigante dos mares tem 72 metros de altura, 65 metros de largura, 362 metros de comprimento e capacidade para 6.680 hóspedes e 2.200 tripulantes.

O funcionamento de uma viagem de cruzeiro

A principal característica do cruzeiro é atracar em diferentes portos por algumas horas, o que permite conhecer vários lugares em poucos dias. Os itinerários podem durar de 3 a 100 dias. No entanto, o tempo padrão é de sete noites.

Nas escalas, você pode ficar dentro do navio ou aproveitar as horas na cidade. O próprio cruzeiro tem uma programação especial para os hóspedes, além de contar com piscina, jogos, jacuzzi, cinema, shows e mais. Ainda existem viagens indicadas para famílias com crianças, amigos, jovens, de luxo, fluviais, etc.

Alimentação

As refeições costumam ser padrão nos cruzeiros. Existem vários restaurantes espalhados e você escolhe em qual deseja ir. O café da manhã e o almoço são servidos em um desses locais com um buffet, assim como acontece em um hotel.

No jantar, você pode optar pelo mesmo restaurante ou escolher a versão melhor, que abre somente à noite. Caso não queira nenhuma das duas alternativas, ainda pode escolher por outros pontos de refeição, com pizzaria, lanches rápidos, cafeterias, etc.

As refeições já estão incluídas no pacote, mas existem opções à parte. Por isso, se não quer gastar mais, é só comer nas opções já delimitadas. Também estão liberados água, chás e refrescos, assim como as máquinas de bebidas.

Caso queira bebidas alcoólicas, o ideal é ver os pacotes disponíveis, que são mais caros. Algumas empresas permitem que o passageiro leve duas garrafas de vinho para consumo a bordo, mas é preciso questionar se a possibilidade existe. Você ainda pode comprar algo fora do seu pacote direto no restaurante. 

Valores

Os serviços incluídos no pacote encarecem bastante as viagens de cruzeiro. Você pode optar pelo mais simples, que não tem bebidas alcoólicas e oferece as cabines menores, que têm entre 11 e 16 m².

Além disso, o tempo total da viagem, suas escalas e outros fatores interferem no preço. Se optar pelo mais barato, você consegue comprar as passagens a partir de R$ 1.500. Basta pesquisar bem.

Documentos necessários

A viagem de cruzeiro internacional requer documentos para apresentar no navio e também fora dele, caso opte por aproveitar as escalas. Por isso, é necessário:

  1. RG — a carteira de motorista não é válida;
  2. passaporte, apenas para cruzeiros internacionais, com validade de seis meses, pelo menos;
  3. visto de entrada nos países de embarque e desembarque, e também nos destinos das escalas;
  4. certificado de vacinação, conforme a exigência dos países visitados, por exemplo, as Bahamas e as ilhas do Caribe exigem a emissão do documento contra a febre amarela, emitido pela Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa);
  5. autorização para menores desacompanhados dos pais ou com apenas um genitor.

As rotas internacionais mais populares para viajar de cruzeiro

A rota mais popular é para a própria costa brasileira, ficando com 73% do total, conforme a Clia Brasil. Em seguida, a preferência para viajar de cruzeiro é o Caribe, com 64 mil brasileiros transportados para esse destino nos primeiros seis meses de 2019. 

Outras duas rotas populares são a África e o Oriente Médio. A procura por esses lugares quase dobrou desde 2018.

Os tipos de cruzeiros

Para viajar de cruzeiro, você precisa escolher um dos tipos disponíveis. Cada uma das opções tem características diferentes e valores mais ou menos caros. Veja:

  1. minicruzeiro: dura de 1 a 4 noites e pode ser adquirido a partir de R$ 400, em média;
  2. cruzeiros com voo incluído: permitem ir para mais lugares para aproveitar as férias ao máximo. Pode ser encontrado a partir de R$ 5.700;
  3. cruzeiros de Natal e Ano Novo: são específicos para esse período do ano e podem ser encontrados a partir de R$ 4.00;
  4. cruzeiros Réveillon: são voltados apenas para as viradas do ano. Por isso, são mais baratos, cerca de R$ 2.300;
  5. cruzeiros Carnaval: ocorrem durante o período de folia. O valor inicia em R$ 1.200;
  6. cruzeiros last minute: são aqueles que vão sair nos próximos dias. Há destinos variados e você encontra opções a partir de R$ 2.500;
  7. cruzeiros all-inclusive: oferecem vários serviços incluídos, como refeições, bebidas, transfers e mais. Custam a partir de R$ 1.000;
  8. cruzeiros de luxo: oferecem conforto e mordomias. O valor começa em R$ 5.400;
  9. cruzeiros com crianças: são ideais para famílias, pois contam com várias atividades e entretenimento. Começam em R$ 1.100;
  10. cruzeiros Dia dos Namorados: têm um clima romântico para passar essa data comemorativa. Iniciam em R$ 3.000;
  11. especiais Disney: contam com um dia inteiro com personagens da Disney. Há o Marvel’s Day e o Star Wars Day. O preço começa em R$ 3.300;
  12. cruzeiros LGBT: são específicos para esse público e contam com programações diferenciadas. Custam a partir de R$ 4.100;
  13. cruzeiros fluviais: ocorrem nos grandes rios do Brasil, onde é possível conhecer a natureza. Começam em R$ 3.000.

Qualquer que seja a sua opção, você encontra uma alternativa viável para viajar de cruzeiro. Ainda existe a travessia, que é quando a embarcação navega no início da temporada e vão de um continente a outro. Nesse caso, o valor é mais baixo e oferece bom custo-benefício.

O que achou das dicas para aproveitar as viagens de cruzeiro? Confira outras sugestões de viagens seguindo nossos perfis nas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn.

Resumindo:

O que é um cruzeiro?

É um passeio marítimo com escalas em diferentes destinos (que podem ser nacionais ou internacionais), o que permite a você conhecer vários lugares em poucos dias.

Quantas pessoas cabem em um navio de cruzeiro?

Tudo vai depender do tamanho da embarcação, mas a capacidade pode ultrapassar os 6 mil passageiros. De toda forma, há diferentes passeios e atrações para os passageiros.

Qual o maior navio cruzeiro o Brasil?

O maior cruzeiro do Brasil é o transatlântico MSC Seaview. Ele tem 323 metros de comprimento, 72 metros de altura e capacidade para cerca de 5,3 mil passageiros.

Qual é o maior navio cruzeiro do mundo?

O Symphony of The Seas é o maior transatlântico do mundo. Ele tem capacidade para 6.680 hóspedes e 2.200 tripulantes. O gigante dos mares tem 72 metros de altura, 65 metros de largura e 362 metros de comprimento.

Quanto custa uma passagem de cruzeiro?

Depende dos serviços incluídos, do número de dias de viagem e de outros fatores, como a data de compra. Os pacotes mais simples podem ser encontrados a partir de R$ 1.500, em média.