WhatsApp: porque o BC proibiu o uso do aplicativo como forma de pagamento?

Entenda os motivos da proibição do WhatsApp Pay no Brasil pelo BACEN.

whatsapp pay

No dia 15 de junho de 2020, o WhatsApp anunciou uma grande novidade: o WhatsApp Pay que, de forma simples, é a ferramenta que irá permitir o aplicativo a atuar como um meio de pagamento no Brasil. No entanto, apenas 8 dias depois, no dia 23 de junho, o Banco Central do Brasil (BC) suspendeu esse funcionamento. 

O Brasil seria o primeiro país a receber uma atualização do aplicativo que permitiria envio e recebimento de dinheiro. O formato promete ser um meio simples e barato de fazer transações financeiras. Então, por que o BC suspendeu a ação? 

Acompanhe o artigo abaixo para entender o que está acontecendo. Além disso, veja como a Remessa Online pode ser uma excelente alternativa para suas transferências internacionais.

Como funciona o WhatsApp Pay?

O WhatsApp Pay é uma atualização no aplicativo que irá permitir o envio e recebimento de dinheiro usando cartões cadastrados – inicialmente as bandeiras aceitas são apenas Visa e Mastercard – além de pagamentos por produtos e serviços para contas do WhatsApp Business.

Para receber dinheiro pelo aplicativo, também será preciso configurar uma conta bancária desejada para receber dentro da plataforma Facebook Pay. 

No entanto, inicialmente apenas os bancos Nubank, Banco do Brasil e Sicredi (incluindo a conta digital Woop) estão liberados para recebimento pela ferramenta.

proibição do uso do whatsapp pay
Entenda os motivos da proibição do Whatsapp Pay no Brasil.

BC proíbe uso do WhatsApp para pagamentos  

Antes mesmo que a nova funcionalidade chegasse aos usuários, o Banco Central (BC) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), determinaram a suspensão integral do funcionamento do WhatsApp Pagamentos no Brasil. Caso a plataforma descumpra a ordem, deve pagar uma multa diária de R$ 500 mil. 

Você deve estar se perguntando: Por que o BC proibiu o uso de uma ferramenta que parece ser tão boa para os usuários? Na verdade, não houve de fato uma proibição, mas sim uma suspensão temporária para que o Banco Central tenha tempo para avaliar o funcionamento da ferramenta. Com tudo correto, pode acontecer a aprovação posteriormente. 

Essa análise do órgão regulador financeiro é importante porque o aplicativo WhatsApp possui 120 milhões de usuários no Brasil, representando cerca de 58% da população. Sendo assim, a ferramenta tem o poder de impactar todo o mercado financeiro do país. 

Os motivos da proibição

O BC e o Cade suspenderam o aplicativo por entenderem que é preciso preservar um adequado ambiente competitivo, que deve assegurar um sistema de pagamentos que seja:

  • Rápido;
  • Seguro;
  • Transparente;
  • Barato;
  • Se comunique com seus concorrentes de forma transparente. 

Segundo o BC, se o aplicativo iniciasse suas operações sem a sua análise, poderia gerar danos irreparáveis ao SPB (Sistema de Pagamentos Brasileiro), principalmente em relação à competição eficiência e privacidade de dados. 

O que o BC deve avaliar para aprovar a ferramenta

Provavelmente, a suspensão será temporária e a ferramenta irá ter sinal verde para atuar no Brasil. 

Mas para isso, o BC precisa analisar alguns fatores como sua forma de competição com a concorrência, para que não seja desleal. Assim como uma análise de como será a proteção de dados dos usuários para garantir que será de fato seguro fazer pagamentos via aplicativo.

Transfira dinheiro para o exterior com a Remessa Online

Você precisa fazer um pagamento para o exterior e quer uma maneira segura para transferir dinheiro para mais de cem países? A Remessa Online é a resposta. Diferente do WhatsApp, a plataforma tem todas as suas atividades regulamentadas pelo Banco Central do Brasil(Bacen). 

Além disso, a Remessa Online é brasileira e 100% digital. Para oferecer ainda mais segurança para os usuários, todas as transações realizadas através da sua plataforma são criptografadas. 

Outra grande vantagem é a economia para as suas transferências internacionais. 

  • É cobrada apenas uma taxa de serviço de 1,3% sobre o valor enviado;
  • Já a tarifa bancária é de apenas R$5,90 para operações até R$ 2.500,00. Para valores acima desse montante, há isenção de tarifa;
  • Além disso, as moedas são convertidas com o câmbio comercial do momento e não há a cobrança de taxa adicional sobre a cotação;

A Remessa Online também é prática e rápida. O beneficiário, além de não pagar nada, recebe o dinheiro em apenas um dia útil. Para começar  usufruir de todos esses benefícios, basta criar o seu cadastro gratuito no site. 

Continue acompanhando o blog da Remessa Online e fique por dentro de outras vantagens para enviar e receber dinheiro do exterior.