Au Pair: é possível ganhar dinheiro com essa profissão no exterior?

au pair: é possível ganhar dinheiro com essa profissão no exterior?

Conheça o modelo de intercâmbio Au Pair, quais são os deveres e obrigações do intercambista e da família, quais as vantagens, os pré-requisitos e como se planejar financeiramente.

Fazer um intercâmbio e ainda ganhar dinheiro é o sonho de muitas pessoas, afinal, essa é uma oportunidade de se especializar e focar nos estudos. Mas também é preciso ganhar dinheiro. É aí que surge o Au Pair, um programa de intercâmbio especializado para trabalhar enquanto estuda.

A sigla significa “ao par” e traz a ideia de igualdade de condições e de troca. Em outras palavras, você tem a chance de ir para outro país, trabalhar e morar na casa de outras pessoas, e ainda ganhar dinheiro.

Como participar desse programa? Como ele funciona e quais são suas vantagens? Vamos responder essas e outras perguntas neste post. Confira!

Afinal, o que é o Au Pair?

O Au Pair permite trabalhar como babá e receber moradia, alimentação, salário e bolsa. Quer saber mais sobre essa modalidade! Confira em nosso artigo!
O Au Pair permite trabalhar como babá e receber moradia, alimentação, salário e bolsa.

O Au Pair é um dos programas de intercâmbio mais conhecidos. Ele prevê a moradia em uma casa de família, onde o estudante cuidará das crianças da casa e tudo o que estiver relacionado a elas, como alimentação, passeios, troca de fraldas, etc. Em contrapartida, ganhará acomodação, refeições, salário e uma bolsa para realização dos estudos.

Os horários para trabalhar e fazer o curso escolhido — como de inglês, fotografia ou em universidades — são combinados com a família anfitriã. É possível ficar no exterior por até um ano, período que pode ser ampliado por seis, nove ou doze meses após o término.

Para fazer a parceria funcionar, é preciso conhecer os deveres do intercambista e da família anfitriã. Explicamos os principais detalhes em seguida.

Deveres do Au Pair

O participante do programa precisa tomar conta das crianças e ser responsável por tudo o que diz respeito a elas. Isso representa limpar e organizar os quartos, preparar o café da manhã e o almoço, levar à escola e aos compromissos sociais, além de outras atividades que as mesmas realizem durante o dia.

Apesar disso, o intercambista nunca será um faxineiro. Ele não deverá fazer o serviço de limpeza em outros cômodos da casa, por exemplo — cuidará apenas do seu quarto e do ambiente das crianças.

Em outros serviços domésticos gerais, é dever do estudante ajudar, assim como os outros membros da família. Para evitar imprevistos, vale a pena conversar com a família e alinhar quais tarefas deverão ser realizadas.

Deveres da família

Os anfitriões também têm deveres. Alguns deles são fornecer moradia e, pelo menos, três refeições diárias, além de quarto individual. Os direitos do participante do programa são inegociáveis, o que inclui os períodos de férias, feriados e tempo livre.

Nos Estados Unidos, a família deve inclusive fornecer seguro-saúde. A carga horária deve ser cumprida de modo que o intercambista tenha a oportunidade de estudar e tempo livre para ingressar na cultura local.

Caso o Au Pair tenha dificuldades ou problemas de organização, a família deve ajudá-lo nesse quesito.

Em relação ao salário, pode haver diferenças nos valores. Nos Estados Unidos, por exemplo, o mínimo é de U$$195,75 por semana.

Uma quantia mais alta pode ser ofertada desde que o nível de experiência do participante seja maior. Além disso, filhos mais velhos que estejam na escola em tempo integral estão incluídos no programa.

Por fim, é proibido que a família tenha um Au Pair com visto de turista. Por isso, nunca aceite essa imposição da família. Essa medida é ilegal e o estudante nessas condições pode até mesmo ser deportado.

Quais são as vantagens de participar desse programa?

O programa Au Pair permite aliar trabalho e estudo
O programa Au Pair permite aliar trabalho e estudo

O Au Pair é um programa único de intercâmbio que permite aliar estudo, trabalho e diversão. Em muitos casos, o país destino já tem a iniciativa regulamentada. No entanto, há casos em que isso não acontece. Eles exigem o cumprimento das diretrizes do International Au Pair Association (IAPA). Dentro desse escopo, existem normas a serem seguidas.

Nos Estados Unidos, por exemplo, o intercambista trabalha até 45 horas por semana e, no máximo, 10 horas por dia. Ainda, conta com um dia e meio de folga por semana e um final de semana livre por mês. Durante as férias, ele pode desfrutar de duas semanas remuneradas.

Por sua vez, na Europa, as regras divergem conforme os países. Na França, o máximo é 6 horas por dia. Na Alemanha, o limite são 35 horas semanais.

Ao seguir as normas, existe a oportunidade de vivência e aprendizado em diferentes aspectos. Além dos benefícios já citados, existem outras vantagens. Confira.

Redução de custos

O programa é o mais barato que existe. Ao pagar o intercâmbio, já estão inclusos:

  • passagem;
  • acomodação;
  • seguro saúde;
  • curso escolhido;
  • alimentação.

Segurança

O intercâmbio implica em moradia em uma casa de família. Isso traz segurança ao intercambista, mas é possível ainda contar com o suporte da empresa.

Tanto o estudante quanto os anfitriões passam por entrevistas onde é possível fazer perguntas específicas, possibilitando ampliar a visão da realidade da casa em questão e saber se ela realmente será adequada ou não ao projeto de viagem.

Imersão na cultura local

A vivência no país faz você aprender o idioma com mais rapidez e ter uma imersão única na cultura local. Assim, é possível ficar fluente mais rápido e ter uma experiência diferente daquela que teria se estivesse apenas fazendo um curso.

Quais são os pré-requisitos para se tornar um Au Pair?

Os programas de Au Pair são direcionados para pessoas mais jovens. Nos Estados Unidos a idade limite é 26 anos. Na Austrália até 30 anos. Na Alemanha até 24 anos e na França até 27 anos
Os programas de Au Pair são direcionados para pessoas mais jovens

Esse programa de intercâmbio é diferenciado. Por isso, existem pré-requisitos específicos para participar dele. Devido a suas características, ele é direcionado para pessoas mais jovens.

Apesar disso, a regra de idade varia conforme o país. No caso dos Estados Unidos, ele vai de 18 a 26 anos. Na Austrália, a faixa etária vai até os 30 anos. Na Alemanha, até 24 anos e, na França, 27.

Em alguns casos, o Male Au Pair — isso é, o programa masculino — impõe outras restrições de idade, indo até os 21 anos.

Ainda, existem outros pré-requisitos a serem cumpridos:

  1. ser solteiro;
  2. não ter filhos;
  3. Ensino Médio completo;
  4. possuir carteira de habilitação;
  5. ter passaporte válido durante todo o programa;
  6. não ter antecedentes criminais;
  7. disponibilidade de tempo para morar em outro país por, pelo menos, 12 meses;
  8. boas condições de saúde;
  9. gostar de crianças;
  10. experiência comprovada de trabalho com crianças de, no mínimo, 200 horas.

No caso da experiência, é importante destacar que a exigência de horas varia de acordo com a agência contratada. Além disso, o total requerido para homens costuma ser maior.

Como se preparar financeiramente?

A participação no Au Pair tende a ser mais barata que outras modalidades de intercâmbio. Ainda assim, é preciso fazer um bom planejamento financeiro. Quer saber como? Veja algumas dicas.

Valores a serem pagos

Os custos do programa dependem da agência escolhida. Normalmente, há taxas de entrevista, inscrição e do programa em si. Em média, os valores cobrados giram em torno de R$ 5 mil.

Nesse valor está incluso ainda o seguro. Esse recurso é muito importante, já que garante suporte global 24/7 e outros benefícios adicionais, tais como:

  • cobertura legal e de responsabilidade;
  • indenização por perda ou roubo de bagagem e danos materiais;
  • assistência 24 horas para emergências;
  • interrupção do programa com passagens inclusas em caso de morte ou doença grave de parente de primeiro grau.

Ainda, existem custos adicionais para os quais é necessário estar preparado. Apesar de serem pagos de modo separado, sua ausência inviabiliza a participação nesse formato de intercâmbio. Os principais gastos isolados são:

  • seguro cancelamento;
  • taxa do visto;
  • certificado de antecedentes criminais;
  • check-up de saúde;
  • carteira de motorista internacional.

Todos esses valores devem ser quitados à vista. Caso o visto seja negado, é necessário verificar se existe uma cláusula que implica na devolução das quantias já pagas.

Controle seus gastos

O salário que você receber como intercambista é importante, mas não deve ser o único dinheiro disponível. Portanto, é necessário ter uma reserva de emergência.

Para guardar a quantia necessária, estime quanto irá gastar durante o período da viagem. Uma dica para realizar esse cálculo é conhecer seus gastos atuais e ter o equivalente a, pelo menos, seis meses.

Economize o máximo que puder e monitore os valores com uma planilha de receitas e gastos mensais.

Pagar o intercâmbio à vista é uma das opções, já que evita uma dívida de longo prazo. Caso precise apelar para o crédito, a Remessa Online conta com uma parceria com a Creditas que permite financiar o seu programa de intercâmbio.

Programe-se para receber dinheiro do exterior

O salário do Au Pair é importante, mas você ainda pode precisar de um montante maior, seja das suas economias, seja de um trabalho como freelancer, por exemplo. Por isso, pesquise as opções disponíveis para receber transferências internacionais.

Com a Remessa Online, sua família consegue enviar dinheiro para sua conta em até um dia útil, com o menor custo do mercado. Para saber mais, veja quanto tempo leva uma transferência internacional com outros agentes do mercado.

Considere a variação cambial

O valor da moeda do país para o qual você vai é diferente do real. Por isso, lembre-se de planejar sua ida de acordo com a variação cambial.

Confira quanto será necessário ao longo do período, deixe uma folga e considere a variação cambial. Por exemplo, se calcular que serão necessários 3 mil dólares, economize, pelo menos, R$ 12 mil, considerando o patamar atual das cotações do dólar.

Com esses cuidados, você conseguirá ter uma vida muito mais tranquila como Au Pair. Além de estudar, trabalhar e ganhar seu dinheiro, terá uma experiência única por um valor mais baixo que outras modalidades de intercâmbio.

Gostou de ver essas dicas para ganhar dinheiro no exterior? Então, confira outros conteúdos como esse seguindo nossos perfis no Facebook, LinkedIn e Twitter.

Resumindo

O que é um Au Pair?

O Au Pair um programa de intercâmbio em que o estudante trabalha cuidando das crianças da casa e, em troca, recebe moradia, hospedagem, alimentação, bolsa e salário.

Quais são as vantagens de participar do programa?

Você tem a chance de vivenciar a cultural local, estudar e ainda receber por isso. Tudo por um preço mais acessível e com mais segurança que outras modalidades de intercâmbio.

Como se preparar financeiramente?

O ideal é guardar o dinheiro necessário e pagar todos os gastos à vista para viajar sem dívidas. Lembre-se ainda de ter uma forma de receber dinheiro do exterior.