BDRs e ADRS: o que são e quais as principais diferenças?

por Andrea Cortes
3 minutos de leitura
BDR ADR

Você já pensou em investir em ações da Bolsa de Valores de outro país? Se sim, pode achar que esse é um processo complicado e burocrático. Porém, uma maneira prática de fazer isso é investindo em BDR, no Brasil, e ADR, nos Estados Unidos. Esses certificados representam as ações de uma empresa estrangeira que podem ser negociadas nos mercados de ações local.

Acompanhe o artigo abaixo para entender o que são BDRs e ADRs, quais suas diferenças e, ainda, as vantagens e desvantagens desses investimentos. Vamos lá?

O que é BDR?

Para quem ainda não sabe BDR significa Brazilian Depositary Receipt (Recibos Depositários Brasileiros), ou seja, certificados de depósito para títulos internacionais.

Na verdade, o BDR é um método de investimento no qual as instituições financeiras compram ações de empresas estrangeiras e negociam os certificados lastreados nelas. Portanto, os investidores brasileiros podem comprá-los no próprio B3 (Bolsa de Valores do Brasil).

Ou seja, é possível investir no mercado internacional sem abrir conta em corretora de valores ou banco em outro país. Com o BDR, você obtém resultados a partir da movimentação de companhias estrangeiras. 

No entanto, é importante lembrar que ao comprar BDRs, você apenas possui papéis da empresa, mas não se tornou sócio dela. Nesse caso, o verdadeiro proprietário das ações é a instituição depositária e não o investidor do certificado.

O que é ADR?

Já o  ADR, sigla para American Depositary Receipt (Recibo de Depósitos Americano), funciona de forma semelhante ao BDR, mas nos Estados Unidos. O ADR é um título americano lastreado em ações de empresas estrangeiras. Em outras palavras, um ADR é um certificado negociado internamente na bolsa de valores americana, representando uma ou mais ações de uma empresa fora dos Estados Unidos.

O ADR permite que os investidores norte-americanos também invistam indiretamente em empresas internacionais que ainda não foram listadas publicamente nos Estados Unidos. Nesses casos, podem ser ativos de empresas brasileiras, inglesas, australianas ou de diversas outras nações.

Os investidores que desejam investir em ADRs podem comprá-los de corretores ou distribuidores. Eles obtêm ADRs comprando os que já foram emitidos nos mercados financeiros dos Estados Unidos ou criando um novo. Os ADRs já emitidos podem ser obtidos na NASDAQ ou na NYSE.

diferenca entre bdr e adr 1024x683 - BDRs e ADRS: o que são e quais as principais diferenças?
A principal diferença entre BDRs e ADRs é o mercado financeiro que eles atuam.

Quais são as principais diferenças?

A grande diferença entre BDRs e ADRs é o mercado em que eles atuam. Os ADRs atuam no mercado dos Estados Unidos, enquanto as BDRs no mercado brasileiro. Ou seja, eles funcionam de forma semelhante, mas são voltados para países diferentes. 

Dessa maneira, assim como os investidores americanos podem investir em empresas brasileiras por meio de ADR, os investidores brasileiros também podem investir em empresas americanas por meio de BDR.

Os ADRs são listados na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) ou na Nasdaq, mas também são vendidos no mercado de balcão (OTC). Já os BDRs podem ser comprados na Bolsa de Valores do Brasil (B3).

Vantagens 

Quem deseja investir em ações no exterior tem que lidar com muita burocracia. Por isso, os BDRs e ADRs podem ser uma interessante opção, pois dá ao investidor acesso a ativos estrangeiros mesmo sem comprá-los diretamente.

Outra vantagem é que com esses modelos de investimento, não é necessário realizar operações de câmbio. Ainda que os ativos tenham sido comprados na moeda de seu país de origem, os certificados são negociados na moeda local.

Além disso, essa é uma excelente maneira para diversificar sua carteira de investimentos, garantindo uma performance mais equilibrada ao combinar ativos nacionais e internacionais. 

Mas não é só isso, outras vantagens que podemos apontar são:

  • Maior segurança jurídica;
  • Menor custo e burocracia para investir do exterior;
  • Os ADRs e BDRs representam uma maneira fácil de investidores americanos e brasileiros possuírem ações estrangeiras.

Além disso, para as empresas essa estratégia também é vantajosa. Os ADRs e BDRs permitem que elas atraiam investidores e capital estrangeiro sem o incômodo e as despesas de listagem nas Bolsas de Valores em diversos países.

Desvantagens

Por outro lado, uma desvantagem de BDRs e ADRs é que eles não são um investimento direto. Assim, como o investidor não tem a posse das ações, ele pode ter alguns ganhos limitados. Além disso, ele deve pagar taxas à instituição administradora. 

É importante lembrar ainda que BDRs e ADRs não estão livres de riscos porque esses investimentos estão vinculados a ações. Portanto, eles enfrentam riscos maiores  já que seus ganhos e perdas dependem da tendência da empresa no mercado internacional.

Além disso, o número de opções de investimento em empresas estrangeiras é limitado porque não são todas as empresas que sentem necessidade de se cadastrar por meio de ADR ou BDR. Isso limita a escolha de investimento, ou seja, você pode desejar investir em uma empresa estrangeira específica que não está cadastrada. 

Agora que você já sabe a diferença entre BDRs e ADRs, acompanhe nosso blog para mais dicas sobre investimentos no Brasil e no exterior.

Assuntos relacionados