Tudo sobre BDRs: vantagens, desvantagens, custos e tributações

por Remessa Online
3 minutos de leitura

Os BDRs (Brazilian Depositary Receipts) são valores mobiliários emitidos no Brasil que representam outro valor mobiliário emitido por companhias abertas com sede no exterior. 

Também conhecidos como CDVM (Certificado de Depósito de Valores Mobiliários), os BDRs eram restritos apenas a investidores qualificados, aqueles que possuem mais de 1 milhão de reais investidos. 

No entanto, em 11 de agosto de 2020, a Comissão de Valores Mobiliários editou a Resolução CVM 3, tornando possível a ampliação das possibilidades de investidores acessarem ativos no exterior.

Ou seja, com as mudanças, as grandes empresas do mercado internacional passaram a ficar mais acessíveis ao público em geral. Porém, é importante destacar que quem investe em BDRs não compra ações diretamente, mas títulos que representam esses papéis.

Como os BDRs funcionam?

Os BDRs são títulos, que também são chamados de valores mobiliários, e esses títulos são emitidos pelas chamadas instituições depositárias: instituições financeiras responsáveis por comprar ações no exterior.

Neste processo, um outro agente tem atuação, a custodiante: uma instituição financeira fora do país, onde a instituição depositária deve depositar a bloquear as ações.

Vantagens e desvantagens de investir em BDRs

Vantagens

  • • Facilidade para quem quer estar exposto a ativos no exterior.
  • • Negociação com a moeda local, o que elimina taxas e burocracias do processo.
  • • Ampliação da carteira de investimentos.

Desvantagens

  • • Risco associado aos investimentos em BDR, como em outras modalidades.
  • • Volatilidade característica do mercado.
  • • Oscilações provocadas pela economia global e também do país no qual a empresa está sediada.

Quais são os custos e tributações dos BDRs?

Os custos de um BDR não diferem de forma significativa dos papéis brasileiros. Sobre as taxas, são duas:

  1. Taxa de corretagem – cujo valor depende da corretora. 
  2. Taxa de custódia.

Já no que tange a tributação, a cobrança ocorre na forma do Imposto de Renda. Neste caso, 15% sobre os ganhos obtidos no período. Contudo, diferente de como acontece com as ações, não há isenção de IR até R$ 20 mil.

Quer investir no exterior?

Se você quer ter uma carteira de investimentos mais diversificada, uma opção é realizar investimentos no exterior. Para isso, você pode contar com a Remessa Online, com taxas até 8x mais econômicas e sem burocracias desnecessárias, e as corretoras integradas à nossa plataforma

Confira 4 corretoras integradas à Remessa Online:

  1. TD Ameritrade: Tradicional no mercado financeiro, a TD Ameritrade é uma das principais corretoras do mercado americano, e oferece contas para diferentes objetivos de investimento, sendo elas, Standard, Retirement, Education, Specialty e Managed Portfolio.
  2. Charles Schwab: A Charles Schwab é uma organização financeira americana, atuando desde 1971 no mercado financeiro dos EUA e internacional. Além dos serviços bancários, oferece contas para investimentos, sendo uma das opções mais procuradas.
  3. Interactive Brokers: A Interactive Brokers é uma das maiores dos Estados Unidos e atua em mais de 12 países. As operações são realizadas pela plataforma online e é possível negociar ações, futuros, opções, EFPs, opções de futuros, títulos, fundos e Forex.
  4. Tastyworks: A Tastyworks é uma corretora dos Estados Unidos criada em 2017 e especializada no mercado de opções e futuros, que também oferece a possibilidade de negociar ações e ETFs do mercado americano. Para começar a operar, você pode abrir uma conta simples online e sem precisar de depósito inicial.

Continue de olho no Blog da Remessa Online e acompanhe outras dicas para começar a investir ou ampliar a sua carteira de investimentos.

Assuntos relacionados