Qual a melhor opção de investimento: BDR ou ações no exterior?

Qual a diferença entre investir em BDR ou ações no exterior

O interesse dos brasileiros pelas possibilidades de investimento no exterior está crescendo. Alguns buscam maior diversificação em sua carteira de ações e adquirir papéis de empresas que oferecem mais segurança. Mas eis que surge a dúvida: investir em BDR ou ações no exterior? Descubra neste artigo.

O investidor que chega a esse patamar se depara com uma dúvida: investir em BDRs ou diretamente na bolsa de valores dos EUA? Neste artigo, vamos explicar o que são BDRs, como funcionam e quais são as diferenças de investir nesse modelo ou diretamente na bolsa americana. Confira!

O que são BDRs?

Brazilian Depositary Receipt (BDR) ou Certificado de Depósito de Valores Mobiliários (CDVM), como também é conhecido, são ativos de empresas no exterior, que podem ser adquiridos por investidores brasileiros. De forma prática, isso quer dizer que um investidor no Brasil pode adquirir valores mobiliários lastreados em ativos estrangeiros. 

O BDR é uma alternativa que vem sendo utilizada por investidores brasileiros que querem adquirir ações de grandes empresas estrangeiras, como Apple (AAPL34), Facebook (FBOK34), Amazon (AMZO34), Google (GOGL34) etc. As BDRs são negociadas na B3 como se fossem ações das empresas estrangeiras, porém são apenas valores mobiliários emitidos por uma empresa no exterior. 

Essa é um dos principais aspectos que diferenciam a aquisição de ativos na BDR de ações na bolsa dos Estados Unidos. A seguir, explicaremos melhor sobre essa e outras diferenças. 

Quais são as diferenças entre investir em BDRs e em bolsas americanas?

BDRs são direcionadas para investidores qualificados

A começar pela restrição de quem pode fazer esse tipo de investimento. A maioria das BDRs são destinadas a investidores qualificados. O que isso quer dizer de fato? Um investidor qualificado é aquele que tem mais de um milhão em ativos investidos

Com base em estudos e análises, especialistas do setor concluíram que um investidor que tem mais de um milhão investidos está apto para lidar com as oscilações e variações de outros mercados. 

BDRs têm baixa liquidez

A negociação de uma BDR é mais baixa, comparado com as ações no exterior. É mais difícil vender os papéis. 

O investidor não é dono de ações de verdade

Esse é um ponto está diretamente ligado com o anterior. Quem investe em uma BDR não está de fato adquirindo uma ação. Está adquirindo cotas menores de uma ação que pertence a BDR. São adquiridos apenas comprovantes de que aquela cota foi adquirida, por isso é tão difícil vender essas ações. 

Por esse motivo, também, vemos que uma BDR da Apple tem um custo menor para o investidor do que a ação na bolsa americana. 

O custo para o recebimento pode ser alto no final

Como você está lidando com intermediários, terá que pagar taxas altas sempre que for receber dividendos. Isso quer dizer que o agente financeiro pode cobrar uma taxa quando for fazer o repasse dos seus dividendos. Dessa forma, a rentabilidade do seu investimento pode ser prejudicada no longo prazo. 

O retorno do investimento é menor 

Como a compra dos ativos é fracionada, o rendimento também será. Na prática, a ação da empresa na bolsa americana terá um rendimento consideravelmente superior, quando comparado às BDRs. Veja, por exemplo, os valores de ações da Apple no fechamento de 13 de agosto:


BDR ( AAPL34 )NYSE (AAPL)NASDAQ (AAPL)
APPLER$ 82,77USD 208,97USD 200,48

Como investir no exterior?

Algumas pessoas acreditam que investir diretamente em uma bolsa estrangeira é um processo muito difícil e custoso. Porém é mais fácil do que parece. Apenas 3 passos são necessários:

Abra uma conta em uma corretora

Procure opções diretamente no país e evite as corretoras brasileiras que afirmam realizar esse serviço. Algumas permitem a abertura online;

Enviar o dinheiro para sua corretora

O dinheiro que será utilizado para fazer os investimentos deve ser enviado para a corretora. A Remessa Online permite que você faça o envio dos valores online. O site é intuitivo e auxilia o investidor a fazer o envio da sua remessa de forma fácil e com custos abaixo do mercado. Veja como funciona.

Começar a investir

Depois que o dinheiro estiver na conta da sua corretora é só investir. Quer saber como e onde investir? Confira nossas dicas neste conteúdo.

Resumindo

O que são BDRs

Brazilian Depositary Receipt (BDR) ou Certificado de Depósito de Valores Mobiliários (CDVM), são ativos de empresas no exterior, que podem ser adquiridos por investidores brasileiros. De forma prática, isso quer dizer que um investidor no Brasil pode adquirir valores mobiliários lastreados em ativos estrangeiros. 

BDRs são ações de empresas estrangeiras?

Não. Quem investe em uma BDR não está de fato adquirindo uma ação. Está adquirindo cotas menores de uma ação que pertence a BDR.