Quer estudar na Dinamarca? Veja por onde começar

por Remessa Online
3 minutos de leitura
Conheça as melhores universidades da Dinamarca e saiba como estudar na Dinamarca

Estudar na Dinamarca é um investimento alto, mas que vale a pena. Com uma educação superior que figura entre as melhores do mundo, o país oferece bolsas de graduação e pós-graduação para você fazer um intercâmbio. Saiba mais!

Estudar na Dinamarca nem sempre é a primeira opção de quem deseja fazer um intercâmbio, mas o pequeno país da Europa atrai cada vez mais visitantes. Os motivos são variados e incluem as características de cultura, culinária e beleza natural.

Além de ser um dos países mais seguros e felizes do mundo, ainda tem um ensino de qualidade. O resultado é que, após passar um período na Dinamarca, você vai voltar para o Brasil com uma bagagem diferenciada, que enriquecerá sua vida pessoal e profissional.

Então, que tal conhecer melhor esse país nórdico e entender como participar do estudo dinamarquês? Acompanhe!

Como é a Dinamarca?

A Dinamarca é mais conhecida por ser o berço dos vikings. Localizado no norte da Europa, tem a península da Jutlândia e outras 406 ilhas, sendo que mais de 75 delas são habitadas. As principais são Zelândia, que abriga a capital Copenhagen, Funen e Ilhas Periféricas.

Existem ainda outros dois territórios autônomos: Groenlândia e Ilhas Faroe. A Dinamarca faz fronteira com a Alemanha e a Suécia. É o mais meridional dos países nórdicos e é bastante plano. Os lugares mais altos estão a apenas 170 metros acima do nível do mar.

Uma curiosidade é que a Dinamarca é uma monarquia constitucional. O reino é governado por um sistema parlamentar. A chefe de estado é a rainha Margarida II.

A maior cidade da Dinamarca é Copenhague, capital do país, que tem mais de 600 mil habitantes. Com alta qualidade de vida, seus moradores são conhecidos como os mais felizes do mundo. A maioria das pessoas se desloca nesta cidade e em outras por transporte público ou bicicleta.

O custo de vida no país é alto. Para alugar um apartamento de 1 quarto, você terá que desembolsar quase R$ 4 mil ao mês. Ainda gastará aproximadamente:

  1. R$ 270 de supermercado;
  2. R$ 240 de transporte;
  3. R$ 805 com energia, lixo, água e aquecimento;
  4. R$ 150 de internet.

Um dos pontos positivos da Dinamarca é que o salário pago também é alto. Fica em mais de R$ 70 a hora, ou 120 coroas dinamarquesas. Essa é a moeda oficial do país. Apesar da Dinamarca fazer parte da União Europeia, não aderiu a esse quesito.

O dinamarquês é o idioma oficial, mas existem algumas outras línguas regionais, como o feroês. O país ainda oferece muita história e vários pontos turísticos, como:

  1. Castelos de Frederiksborg e de Kronborg;
  2. Igreja de Mármore;
  3. teatros;
  4. Jardins de Tivoli.
estudar na dinamarca 1024x683 - Quer estudar na Dinamarca? Veja por onde começar
A Dinamarca possui algumas das melhores universidades da Europa, e é destino de cada vez mais alunos estrangeiros em busca de educação de excelência.

Como funciona o sistema de ensino?

A educação superior na Dinamarca segue o padrão do restante da Europa e de países como o Brasil: é dividido em graduação e pós-graduação. As universidades são divididas da seguinte forma:

  1. educação superior profissional: tem programas de pré-bacharelado rápidos, com duração de 1,5 a 2,5 anos. Requerem uma espécie de estágio por, pelo menos, 3 meses;
  2. bacharel profissional: tem programas que duram de 3 a 4 anos e correspondem à graduação. É obrigatório fazer um treinamento de, no mínimo, 6 meses;
  3. programas de bacharelado: oferecem cursos de ciclo longo e são multi faculdades ou especializadas em alguma área, como negócios, tecnologia, engenharia e artes (incluem artes visuais, mídia, cinema, música e teatro). Demora 3 anos, geralmente.

Ainda existem os chamados diplomas de diploma. Eles são cursos preparatórios para áreas vocacionais ou ocupacionais de muita qualidade. É preciso estudar por 2 anos e obter a certificação antes de fazer a admissão a um mestrado.

Esse nível de pós-graduação leva de 2 a 3 anos. Por sua vez, o doutorado demora cerca de 3 anos e exige um projeto de pesquisa realizado de forma independente.

Por tudo isso, a Dinamarca está na 19ª colocação do PISA em 2019, com 501 pontos. A educação se reflete na qualidade de vida do país e na igualdade social.

Melhores Universidades da Dinamarca

De acordo com o estudo elaborado pela Top Universities, as cinco melhores universidades da Dinamarca são:

  1. Universidade de Copenhague (University of Copenhagen), posição 79 no ranking mundial: é a mais antiga e tem bolsas de pós-graduação. Tem cerca de 100 departamentos e 6 faculdades, com mais de 200 programas. Entre os cursos estão Ciências Médicas e da Saúde, Direito, Humanidades, Ciências, Ciências Sociais e Teologia;
  2. Universidade Técnica da Dinamarca (Technical University of Denmark), posição 112 no ranking mundial: fundada em 1829 pelo físico e químico dinamarquês Hans Christian Ørsted, a Universidade Técnica da Dinamarca é uma das principais e mais prestigiadas instituições de engenharia da Europa;
  3. Aarhus University (posição 141 no ranking mundial): é a segunda maior e tem vários programas de bolsas, especialmente o Future Cropping – Danish Innovation Scholarships, voltado para Ciência e Tecnologia. Outras faculdades são: Ciências Humanas, Economia e Direito, Medicina, Teologia, Ciências Agrárias e Escola de Negócios;
  4. Aalborg University (posição 343 no ranking mundial): a universidade está dividida em quatro faculdades – Humanidades, Ciências Sociais, Engenharia & Ciência e Medicina. É uma das universidades mais procuradas por estrangeiros. Cerca de 15% dos alunos vêm de fora da Dinamarca.
  5. Universidade do Sul da Dinamarca (University of Southern Denmark), posição 376 no ranking mundial: mais nova instituição a figurar na lista das melhores (fundada em 1998), a Universidade do Sul da Dinamarca possui mais de 30 mil alunos, sendo que cerca de 20% deles são estrangeiros.

Como estudar na Dinamarca?

Para estudar na Dinamarca, você precisa saber que as universidades são gratuitas apenas para europeus. Sendo brasileiro, terá que pagar aproximadamente 16 mil euros ao ano para os cursos. A vantagem é que você pode tentar uma bolsa de estudos do próprio governo, as scholarships.

O programa é lançado uma vez por ano e exige inscrições até março. Ele oferece bolsas que valem por 5 a 12 meses, especialmente nas áreas de meio ambiente, design e arquitetura. É preciso enviar uma carta de motivação, para comprovar por que deseja estudar na Dinamarca, quais são os planos para o futuro, etc.

Esse processo deve ser feito depois da aceitação a uma universidade. Como não tem vestibular, você precisa enviar os documentos solicitados em edital, principalmente o histórico escolar, a carta e o currículo.

Fora as bolsas das universidades, você ainda pode tentar um auxílio com programas da CAPES e do CNPq, ou com o programa de cooperação internacional Erasmus.

A maioria dos cursos é ministrado em dinamarquês, mas existem vários em inglês. No segundo caso, você deve fazer um teste de proficiência. Todos os documentos resultarão em uma pontuação e ela determina se você vai conseguir a vaga.

Através da Remessa Online você pode enviar dinheiro ao exterior para pagar sua graduação, pós-graduação ou intercâmbio para estudar na Dinamarca e garantir sua matrícula antes mesmo de viajar ao país. A Remessa pratica as menores tarifas do mercado e o dinheiro é enviado em apenas 1 dia útil e para mais de 100 países!

Com todas essas possibilidades, fica mais fácil conseguir estudar na Dinamarca. Agora é só reunir os documentos e fazer a aplicação a uma universidade.Gostou de saber como estudar na Dinamarca e aproveitar as oportunidades? Siga nossos perfis no Facebook, LinkedIn e Twitter e saiba mais sobre viagens e intercâmbio ao exterior!

Assuntos relacionados