Quais os impostos de uma transferência internacional?

Quais são os impostos de uma transferência internacional

Enviar dinheiro para o exterior não significa apenas contar com a cotação da conversão da moeda. É preciso considerar as taxas de transferência e alguns outros impostos de uma transferência internacional, como o IOF, por exemplo.

Existem diversas maneiras de realizar uma transferência internacional: instituições bancárias, casas de câmbio, correio ou plataformas online e, cada um desses provedores cobram determinadas taxas e tarifas para movimentar o seu dinheiro.  

Neste artigo, você vai entender quais são os impostos de uma transferência internacional e descobrir porque a Remessa Online é uma alternativa interessante para enviar dinheiro para o exterior pela Internet.

Transferência internacional: entenda os impostos cobrados

Primeiramente, entenda que o envio de dinheiro do Brasil para o exterior é intermediado por instituições autorizadas pelo Banco Central (BC). Isso significa que a transação pode ser feita por bancos tradicionais ou por meio de provedores online.

Todas as instituições cobram taxas e outros impostos para enviar seu dinheiro para o exteriore receber de fora do país. Contudo, os valores podem variar de acordo com cada provedor e também dependendo da natureza da operação. Veja a seguir quais impostos incidem sobre uma transferência internacional:

IOF

Esse é um dos impostos de uma transferência internacional e é aplicável tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Quando você envia dinheiro para uma conta bancária de mesma titularidade, o IOF é de 1,1%. Porém, ao enviar dinheiro para contas de titularidades diferentes, o IOF cobrado é de 0,38%.

Já no caso de envio de dinheiro para o exterior através de cartões de crédito, débito e pré-pago, o IOF aumenta para 6,38%. Lembrando que o IOF é um imposto federal cobrado em todas as operações financeiras.

Câmbio

Câmbio é uma definição usada pelo mercado financeiro para expressar a relação de troca entre moedas de países diferentes. Existem taxas de câmbio diferentes e cada uma se aplica a um tipo de operação:

  • Câmbio comercial: Considerada a taxa referência do mercado, o câmbio comercial se aplica às operações relativas às importações e exportações. Entre essas operações, podemos destacar o pagamento ou recebimento de bens ou serviços, do Brasil para o exterior e vice-versa;
  • Câmbio turismo: já o câmbio turismo está relacionado às operações de compra e venda de moeda estrangeira para custear gastos de viagens ao exterior. A taxa do câmbio turismo é aplicada sobre a cotação do câmbio comercial de cada moeda. Dessa forma, acrescentam-se ao valor do câmbio comercial impostos, custos administrativos e outros, que acabam tornando o câmbio turismo mais caro;
  • Câmbio Ptax: Além dos dois tipos acima, também existe a taxa de câmbio Ptax. Ela é fixada pelo Banco Central após o fechamento da cotação do câmbio no mercado. Assim, ela oferece a média das operações realizadas durante o horário comercial e permite a cotação do câmbio fora do expediente bancário.

A maioria das instituições financeiras convertem o seu dinheiro utilizando a taxa de câmbio turismo, ou seja, adicionam uma margem sobre o câmbio comercial.

Tarifa de envio (SWIFT)

Ao realizar uma transferência internacional entre contas bancárias diferentes, você vai precisar do código SWIFT, que significa Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunication. É ele quem faz a conexão entre as diferentes instituições bancárias ao redor do mundo com moedas distintas.

Para movimentar moedas diferentes entre contas bancárias de diferentes países, as instituições cobram a despesa SWIFT, que pode variar de acordo com cada banco. Ou seja, o valor não é fixo e pode ser aplicado tanto ao remetente quanto ao beneficiário da transferência.

Além disso, bancos e provedores online também cobram uma taxa de serviço sobre o valor enviado. Nesse caso, cada instituição financeira possui seus próprios valores.

Comparação

Para ajudá-lo a visualizar a diferença de valores cobrados pelas instituições financeiras, montamos a tabela abaixo. Ela apresenta, de forma simplificada, uma comparação de envio de R$ 1 mil do Brasil para a Europa com as principais instituições bancárias para contas de titularidades diferentes:

Existem diversas maneiras de realizar uma transferência internacional e cada um desses provedores cobram determinadas taxas e tarifas para movimentar o dinheiro.
Simulação feita em 03/04/2019

Como enviar dinheiro para o exterior

Você pode enviar dinheiro para o exterior através de agências bancárias, provedores online e até mesmo pelos Correios. Entretanto, cada instituição possui requisitos diferentes.  

Agências bancárias

Essa modalidade de transferência é chamada de ordem de pagamento e é uma das que possui o custo mais elevado. Para enviar dinheiro para o exterior com os bancos tradicionais, é necessário:

  • Dados do beneficiário
  • Dados bancários do beneficiário (Conta ou IBAN);
  • Código Swift
  • Motivo da transferência

Alguns bancos, como o Itaú e o Bradesco, por exemplo, oferecem o serviço online para transferências de até US$ 50 mil. Para transferir valores  superiores, será necessário comparecer até uma agência física.

Instituições financeiras

Atualmente, várias empresas têm surgido no mercado com o objetivo de tornar as transferências de dinheiro para o exterior mais simples e baratas. Para realizar as suas remessas internacionais pela Internet, o remetente precisa apenas se cadastrar no site do serviço financeiro e fornecer informações básicas como dados pessoais e bancários do remetente e do beneficiário. Algumas instituições também podem solicitar outros dados.

Em seguida, o remetente escolhe uma das formas disponíveis para pagar pela transação financeira e acompanha todo o processo online. Na modalidade de envio, tanto o beneficiário quanto o remetente são informados por e-mail sobre as etapas da transação. O dinheiro pode ser enviado no mesmo dia ou mais, dependendo do provedor.

Transferência internacional online

Além da praticidade e agilidade, vale constar que o envio de transferência online também possui outras vantagens. Com relação às taxas e impostos cobrados em uma transferência internacional, essa modalidade pode ser muito mais vantajosa, afinal você economiza em várias taxas, conforme observamos na tabela no início do artigo.

Ainda, a transferência internacional online pode ser a opção mais cômoda para quem precisa enviar dinheiro para o exterior ou receber valores em uma conta bancária no Brasil. Afinal, você não precisa sair de casa para realizar a operação e o dinheiro cai direto em sua conta de maneira segura e rápida.

Transferência internacional com o Remessa Online

O serviço da Remessa Online é feito todo pela internet e com taxas menores do que as cobradas por bancos tradicionais. Para entender melhor, confira as taxas do site Remessa Online para realizar transferências internacionais:

  1. Câmbio comercial: relativo à cotação da moeda enviada, sem margem de lucro;
  2. Custo de envio: é a taxa de serviço da plataforma, fixado em 1,3%;
  3. IOF: varia entre 0,38% (titularidades diferentes) e 1,1% (mesma titularidade);
  4. Tarifa bancária: varia conforme o valor que será enviado, sendo de R$ 5,90 para valores acima de USD 150 e gratuita acima de USD 1.500

De fato, a Remessa Online é muito vantajosa para quem precisa realizar transferências internacionais. Em primeiro lugar, é importante destacar a rapidez na transação, que leva apenas um dia útil. Além disso, a operação é muito simples, rápida e o site é intuitivo.

Conforme você viu na tabela mais acima, os valores são muito vantajosos, com taxas competitivas. Além disso, o envio através da Remessa Online se dá pelo pagamento de transferência bancária na modalidade TED. Assim, você realiza a transferência, envia o comprovante e o site libera o valor pago. Logo na página inicial, mesmo sem cadastro, já é possível visualizar no site qual o valor total da operação, os impostos que incidem sobre a transferência e quando o dinheiro será entregue.

Além de ser cadastrada no Banco Central, a plataforma já possui alguns anos de atuação e adquiriu credibilidade no mercado.

Passo a Passo

Utilizar a Remessa Online é muito simples. Seguindo os passos apresentados, você não terá dificuldades para fazer a sua transferência internacional:

  1. Crie um cadastro no site: preencha dados pessoais e envie um comprovante de sua identidade;
  2. Inclua os dados da conta de destino: os dados ficam salvos no dashboard para os envios futuros;
  3. Fechamento da cotação: você pode acompanhar no site a cotação da transferência e todos os impostos e taxas aplicadas;
  4. Confirme a transferência: para isso basta você finalizar o envio do valor desejado;
  5. Pagamento: deve ser realizado através de uma TED para a conta indicada no site;
  6. Envio do comprovante: após realizar a transferência você deve enviar ao site o comprovante da transação no seu cadastro.

Após isso, basta aguardar o recebimento do valor. Todas as informações são enviadas pelo site para o e-mail cadastrado. Assim, você pode acompanhar quando o valor chegar à conta de destino.