Como sobreviver à crise sendo MEI ou ME? Veja 6 dicas!

O recente período de instabilidade que tomou conta do país, afetou todos as atividades comerciais, e principalmente os empreendedores MEI e ME. Veja neste post dicas para sobreviver à crise.

A pandemia da Covid-19, abalou as finanças de muitas empresas. Para quem é MEI ou ME, deve adotar algumas estratégias para se destacar e sobreviver à crise.

O recente período de instabilidade que tomou conta do país, afetou todos as atividades comerciais, e principalmente os empreendedores MEI e ME. Veja neste post dicas para sobreviver à crise.

Devido às incertezas do trabalho formal e a necessidade de buscar estabilidade financeira, muitas pessoas investem no próprio negócio tornando-se pessoas jurídicas MEI ou ME, o que pode ser uma alternativa viável para ter liberdade e autonomia.

Entretanto, o mercado sofre influências e está sujeito a crises financeiras, que podem comprometer todo o planejamento do negócio, causando grandes transtornos. Aqui, é essencial saber lidar com a situação, para garantir a sobrevivência do empreendimento.

Momentos de instabilidade são muito delicados e exigem um planejamento eficiente para sobressair. Pensando nisso, confira neste post dicas e informações importantes para ajudar a sobreviver à crise e manter o crescimento do negócio!

O que é MEI e ME

Quando uma pessoa decide abrir o próprio negócio, é comum ficar em dúvida sobre qual a categoria apropriada para a situação. Se tratando de pequenos empreendimentos, existem duas — MEI e ME.

Microempreendedor Individual, que dá nome a sigla MEI, é quando uma pessoa trabalha por conta própria de forma regularizada, como pequeno empresário. Para se enquadrar nessa situação, o faturamento anual não deve ultrapassar R$ 81 mil perante a lei.

Já o ME, MicroEmpresa, é uma categoria com mais complexidade e burocracia em relação ao MEI, tanto para abrir seu negócio, quanto o regime tributário. Além do limite de faturamento anual ser maior, onde se estabelece até R$ 360 mil anuais.

A atual crise financeira no Brasil

O Brasil enfrenta uma crise financeira causada por diversos fatores políticos e sociais, que afeta todos os setores da economia. É um cenário em que os pequenos negócios, são os mais afetados pela situação.

Nesse momento, todo empreendedor individual e microempresário nota a queda nas vendas, dificultando arcar com as despesas e compromissos do empreendimento — são tempos que exigem estratégias para sobressair e manter a solidez do negócio.

6 dicas infalíveis para sobreviver à crise

Ao investir em uma ideia própria e ser empreendedor individual, é essencial estar ciente que as fases ruins e crises, fazem parte da história empresarial e sobressair a isso, é o segredo para o sucesso. Veja dicas incríveis para ajudar no seu planejamento!

1. Controle os custos

O planejamento e gestão financeira em um momento de crise deve ser impecável, pois é o que vai garantir um controle mais próximo da situação. Por isso, controle os custos e elimine qualquer desperdício ou gastos desnecessários.

Mantenha uma administração precisa das contas a pagar e dos recursos que entram, faça balanços financeiros com maior frequência, para identificar as possíveis variações que podem interferir nos rendimentos e como resolver em tempo hábil.

2. Revise contratos com fornecedores

Em momentos de crise financeira é preciso revisar todos os contratos e deixá-los mais enxutos e restritos ao que é indispensável, com o objetivo de evitar gastos desnecessários. 

3. Busque por linhas de crédito

Ter linhas de crédito disponíveis é uma boa ideia, mas inspira cuidados para não passar do limite e entrar em uma situação mais grave. O apoio financeiro em um momento de extrema necessidade é importante, mas deve ser utilizado com cautela.

Portanto, faça um planejamento específico antes de buscar linhas de crédito e defina onde o recurso será aplicado. Com certeza, ajuda a enfrentar a crise e continuar crescendo.

4. Mantenha os clientes fiéis

Manter os clientes próximos é essencial em qualquer momento, principalmente em períodos de crise. Invista em estratégias para fidelizar os clientes, oferecendo serviços e produtos de qualidade, bom atendimento e preço justo.

Se você deseja passar pela crise e se manter competitivo no mercado, fidelizar os clientes é o primeiro passo para alcançar esse objetivo, pois é a garantia de que mesmo em meio às turbulências, é possível continuar vendendo. 

5. Identifique novas prioridades

Evidentemente, em uma crise que afeta todo o país, não é possível agir como se nada estivesse acontecendo. As consequências de uma gestão ineficiente, podem ser fatais.

Para evitar contratempos, reveja os planos e identifique novas prioridades de acordo com a situação atual. Nesse momento é preciso ser flexível e visionário, para se adaptar melhor e planejar o futuro com segurança.

6. Torne-se digital

A tecnologia proporciona benefícios incríveis para facilitar os processos, inclusive na vida financeira. Além da agilidade e comodidade dos processos digitais, as taxas são menores do que os meios tradicionais.

No meio comercial, onde o tempo é precioso e qualquer economia é bem-vinda, tornar-se digital contribui para o planejamento financeiro e eficiência dos processos, isso inclui investir em vendas, pagamentos e transferências online.

A inovação é o segredo para chegar ao sucesso

No mundo empresarial existem muitos casos de sucesso, que servem, de exemplo para quem está iniciando. O que todos têm em comum, são as dificuldades e crises enfrentadas durante a trajetória, até chegar a um patamar de sucesso e estabilidade.

Em todos os casos, a inovação foi substancial para alcançar objetivos, por isso, ampliar os horizontes, se adequar às modernidades e ser persistente, proporcionam uma visão mais apurada das oportunidades e como aproveitá-las.

Independentemente do porte do empreendimento, o mercado internacional é promissor e pode oferecer condições vantajosas para impulsionar os negócios, além de ser uma forma de inovar, ajuda na atração e fidelização dos clientes.

A Remessa Online é uma empresa que atua no mercado financeiro internacional, oferecendo serviços de pagamentos e transferências no exterior para mais de 100 países. É a melhor opção para você receber ou realizar pagamentos de serviços e produtos adquiridos fora do país.

Credenciada pelo Banco Central do Brasil, a plataforma digital Remessa Online oferece serviços totalmente seguros e vantagens exclusivas, como a agilidade de operações concluídas em apenas 1 dia útil, comodidade e as menores taxas do mercado.

Assim, você poderá economizar até 8 vezes em tarifas, economizando para ter o planejamento financeiro ideal e sobreviver à crise, ao manter seu negócio ativo no mercado. 

As crises são obstáculos que devem ser vencidos por quem almeja ocupar um bom posicionamento mercadológico, portanto, tenha determinação e conte com um planejamento realista e eficiente para superar todas as dificuldades e ir adiante.

Curtiu o post?  Agora que está por dentro de dicas importantes para sobreviver aos tempos de pandemia, acesse o site da Remessa Online e conheça serviços com as melhores condições do mercado!

Resumindo

O que é MEI?

MEI, sigla para Microempreendedor Individual, é uma categoria que consiste na pessoa que trabalha por conta própria de forma regularizada. É um formato mais simples para atender pequenos negócios, com faturamento anual limitado – R$ 81 mil.

O que é ME?

Significa Microempresa, uma categoria mais completa e burocrática em relação ao MEI, no regime tributário e nas obrigatoriedades, entretanto, o limite de faturamento é maior – R$ 360 mil

Quais as dicas para sobreviver à crise econômica?

  • controle custos;
  • revise contratos com fornecedores;
  • busque por linhas de crédito;
  • mantenha os clientes fiéis;
  • identifique novas prioridades;
  • torne-se digital.