Investimentos no exterior: Como e onde investir

Muito se pergunta sobre como investir dinheiro no exterior de forma legal. Ao contrário do que se pensa, não é necessário ter montanhas de dinheiro para que se possa aplicar no mercado internacional, muito menos passar por processos burocráticos demorados. Veja como é simples realizar investimentos no exterior.

Fazer investimentos no exterior é visto como uma forma de diversificação de portfólio, ou seja, uma maneira de diluir os riscos de seus investimentos, e pode ser feito de maneira segura e com possibilidade de retornos satisfatórios. Tendo isso em mente, você deve abrir uma conta investimento no exterior.

Como investir dinheiro no exterior?

O primeiro passo para se investir no exterior é abrir uma conta em uma corretora estrangeira. Assim como no Brasil, é muito fácil se tornar cliente de uma corretora no exterior; a maioria delas possui uma área de atendimento ao cliente preparada e disposta a ajudá-lo no que for preciso para a abertura de sua conta.

Normalmente, além de uma cópia de seu passaporte e um comprovante de residência, você deverá preencher apenas um formulário de investidor estrangeiro, onde fornecerá algumas informações básicas à corretora para que seu cadastro esteja de acordo com as normas do país.

Tudo o que você precisa saber sobre investimentos no exterior, incluindo como começar e quais são as principais corretoras do mercado.
Para investir no exterior, você precisa de uma corretora internacional que irá negociar as ações junto com você.

Onde investir dinheiro no exterior

É muito importante que você dedique um tempo para pesquisar sobre quais são as melhores corretoras disponíveis no país de sua escolha. Você deve conhecer bem os termos, taxas e os pacotes de corretagem da instituição na qual depositará o seu dinheiro para que não tenha nenhuma surpresa desagradável depois.

Abaixo separamos uma lista das principais corretoras que nossos clientes utilizam mundo afora para fazer investimentos no exterior:

  1. Drivewealth
  2. Interactive Brokers
  3. TD Ameritrade
  4. Saxo Bank
  5. Pepperstone

Uma dica: evite corretoras de bancos. Elas tendem a cobrar taxas abusivas e, além disso, por serem dependentes, os produtos ofertados geralmente são os melhores para eles, não para você.

Quais os melhores investimentos no exterior?

Agora que você já tem uma conta aberta numa corretora estrangeira, vamos escolher os investimentos que mais combinam com o seu perfil de investidor.

Há pessoas que gostam de arriscar mais em troca de retornos maiores. Outras preferem investimentos mais conservadores, o que geralmente significa menores retornos, porém menos dores de cabeça. Lembre-se: não há um certo ou errado. Cada um tem suas preferências e apetite a risco.

Caso ainda não saiba qual é o seu perfil de investidor, você pode fazer um teste aqui.

Abaixo explicamos brevemente alguns tipos de investimentos mais comuns no exterior.

Como investir em fundos de investimentos

De forma simplificada, um fundo de investimento é um tipo de aplicação financeira que reúne os recursos de um conjunto de investidores, os cotistas, e os investe em uma variada cesta de ativos em diferentes mercados.

Todo o dinheiro aplicado em um fundo de investimento é convertido em cotas. Cada cotista possui um número de cotas proporcional ao valor total de seus investimentos no fundo. O valor da cota nada mais é do que uma média ponderada do valor de todos os ativos que compõem a carteira.

Por meio de fundos de investimentos, com pouco dinheiro você poderá ser investidor de ativos que não seriam possíveis caso fosse um único investidor.

Existem inúmeros tipos de fundos de investimentos, que variam conforme o principal ativo em que investem: fundos de renda fixa, ações, imobiliário, multimercado, entre outros. A descrição mais detalhada de cada um deles será tópico de outro texto.

Uma dica: leve em conta o seu perfil de investidor e o histórico do gestor do fundo para escolher o fundo certo para você. É de extrema importância que esses pontos estejam alinhados, assim não haverá nenhuma frustração em caso de movimentos indesejados de mercado.

Investir no exterior é mais fácil e prático do que parece.
É possível comprar e negociar ações de grandes empresas como Google, Facebook ou Microsoft usando apenas o computador.

Como investir em ações no exterior

Já pensou em se tornar sócio de empresas como Apple, Google, Facebook ou Microsoft? Muitas pessoas já se perguntaram se isso é possível. Comprar ações de uma empresa nada mais é do que você virar seu sócio. Não significa que você tomará decisões junto ao Tim Cook ou Mark Zuckerberg, mas virará acionista dessas empresas, podendo receber dividendos.

Leia também: O que são ações FAANG e como investir nelas

Assim como no Brasil, para fazer investimentos no exterior e comprar ações basta ter uma conta em uma corretora estrangeira e você terá acesso ao magnífico mercado acionário internacional. São dezenas de milhares de empresas com ações listadas prontas para receberem mais um sócio: você.

Investir em ações é o modo pelo qual, em média, se faz mais dinheiro no mercado financeiro. Dê uma olhada no gráfico do preço das ações da empresa Tencent, uma gigante provedora de serviços online da China.

Vamos imaginar que em 27/09/2013 você tenha comprado 100 ações da Tencent a USD 10,72 cada – ou seja, um investimento no exterior de USD 1.072,00. Agora suponha que em 26/01/2018 você tenha vendido as mesmas 100 ações por USD 60,96, a maior cotação do papel, totalizando USD 6.096,00.

Em outras palavras, você obteria um retorno de 468% em menos de cinco anos! Isso equivale a aproximadamente 108% ao ano. Nada mal, não acha?

Pensando em outro exemplo, suponha que você tenha ficado animado com a possibilidade de virar acionista do Facebook e, no dia 25/07/2018, tenha comprado 10 ações por USD 217,50 cada, totalizando USD 2.175,00. No dia seguinte, você acordaria com apenas USD 1.726,60, tendo perdido aproximadamente 20% do seu investimento na empresa da noite pro dia.

Trata-se de um caso emblemático, uma vez que foi a maior desvalorização de capital já vista na história de empresas com ações listadas em bolsa. De qualquer maneira, dá para se ter uma ideia de que, com a possibilidade de generosos retornos, vem a chance de perdas também consideráveis.

Uma dica: investir no exterior em ações requer um conhecimento sólido sobre a empresa e o mercado em que se insere. Não saia por aí comprando ações da empresa x porque um amigo de um amigo seu as recomendou. Antes de fazê-lo, busque estudar bastante sobre o mercado e modelagem financeira (“valuation”) e busque ajuda de assessores financeiros, cuja profissão é exatamente auxiliá-lo nesses assuntos.

E os Exchange Traded Funds – ETFs?

Os Exchange Traded Funds, também conhecidos como fundos índice ou ETFs, são um tipo de fundo cujo principal objetivo é espelhar as taxas de retorno de um determinado índice formado por um grupo de ativos negociados no mercado. Investir em ETFs pode ser bastante interessante pelo seguinte motivo:

Suponha que você, leitor de ávido de notícias e relatórios sobre economia internacional, acredite que, dado o cenário macroeconômico global, as empresas do setor de tecnologia da Europa estão com uma precificação e conjuntura favoráveis ao crescimento. Note que é um setor específico dentro de uma economia que está a milhares de quilômetros de distância. As chances de você conseguir avaliar tão profundamente quanto deveria uma empresa desse mercado a ponto de montar uma posição convicta são baixas.

Por que não aplicar seu dinheiro num ativo que replica exatamente um índice cuja composição são as maiores empresas de tech da Europa? É justamente isso o que Stoxx Europe 600 Technology faz.

Dessa maneira, você tem a possibilidade de aproveitar um movimento geral das empresas de tecnologia europeias, o que apresenta risco menor do que investir em uma empresa só.

Podemos ir a um exemplo prático:

Donald Trump, durante toda a sua campanha presidencial em 2016, deixou claro que daria preferência à indústria norte-americana em detrimento das estrangeiras. Isso significa, na prática, que suas políticas econômicas seriam voltadas para o benefício das fábricas e trabalhadores locais e, desde que foi eleito, vem adotando medidas protecionistas que privilegiam as indústrias do país. Para bom entendedor, meia palavra basta, não é mesmo?

O índice acima, o Nasdaq Industrial, é composto pelas empresas do setor industrial que fazem parte do Nasdaq, um dos índices de ações mais relevantes dos Estados Unidos, como o nosso Ibovespa. Desde novembro de 2016, época em que Trump foi eleito, o índice valorizou aproximadamente 50%.

Há algumas maneiras de se investir nesse índice. Um ETF que o replica é uma delas.

Como declarar investimentos do exterior?

Esse é um assunto tão importante quanto você diversificar o seu portfólio. Seu dinheiro em corretora estrangeira deve ser tratado como um patrimônio qualquer: você deverá declará-lo em seu Imposto de Renda. Algumas dicas:

  1. Você deverá declarar a sua posição em 31/12 do ano anterior em moeda estrangeira com a taxa de câmbio encontrada no site do Banco Central do Brasil;
  2. Toda vez que realizar a venda de um ativo em que tenha tido ganho de capital, deverá ser declarado no país de origem (o prazo varia de ativo a ativo). Alguns países possuem acordos com o governo brasileiro para que se evite a bitributação;
  3. De acordo com o Banco Central, todo residente do Brasil detentores de ativos (bens e direitos) contra não residentes (incluindo imóveis, depósitos, disponibilidade em moeda estrangeira, dentre outros) que totalizem montantes iguais ou maiores que USD 100.000,00 deverão entregar a declaração anual de Capitais Brasileiros no Exterior (CBE).

Dada a importância e complexidade do tema, esse será um assunto para um próximo texto. Fique ligado para não perdê-lo. Você pode encontrar mais informações no site da Receita Federal e do Banco Central do Brasil.

Economize nos seus investimentos no exterior

Note que num texto sobre investimentos no exterior, abrir sua conta em uma corretora estrangeira é só um detalhe, algo muito simples de se fazer e de maneira completamente legal. O mercado financeiro possui uma imensidão de ativos para todos os tipos de públicos, seja você um investidor mais arrojado ou um que queira dormir sem preocupações.

Com a Remessa Online você pode enviar dinheiro para a sua conta investimento no exterior, e receber seus ganhos na conta do Brasil de um jeito simples e com as melhores cotações. Acesse o site e crie um cadastro. É rápido e simples.