Saiba como tirar visto canadense

Neste post, você verá algumas informações sobre o Canadá, quais são os tipos de vistos disponíveis e qual é o

Entenda como tirar o visto canadense

Neste post, você verá algumas informações sobre o Canadá, quais são os tipos de vistos disponíveis e qual é o passo a passo para conseguir a sua autorização de residência. Então, que tal saber mais sobre como tirar o visto canadense?

Se você pretende visitar, morar ou fazer um intercâmbio no Canadá, precisa pensar em várias coisas antes de comprar a passagem. Uma delas é como tirar visto canadense. Caso contrário, você chegará ao destino e poderá ter problemas com o serviço de imigração.

Apesar de ser simples, esse processo envolve muitas etapas e tem algumas particularidades — tudo depende do tipo de visto canadense que você quer tirar. Para facilitar, criamos este post.

Você tem dúvidas de como tirar visto canadense? Neste post explicamos os principais tipos, suas características e como solicitar. Confira!
No Canadá se fala dois idiomas: o francês e o inglês. A predominância de cada idioma varia de acordo com a cidade para onde você vai.

Sobre o Canadá

O Canadá é um país da América do Norte, que está localizado entre o território do Alasca e o restante dos Estados Unidos. Com uma economia de primeiro mundo e muita qualidade de vida, o lugar é um dos mais procurados no exterior para morar ou fazer um intercâmbio.

Apesar de ser bastante conhecido, o Canadá tem várias particularidades. Uma delas é que é o segundo maior país em extensão territorial, com quase 10 milhões de km². Ele é dividido em 10 províncias:

  1. Ontario;
  2. Quebec;
  3. New Brunswick;
  4. Nova Escócia;
  5. Manitoba;
  6. Colúmbia Britânica;
  7. Ilha do Príncipe Eduardo;
  8. Alberta;
  9. Terra Nova e Labrador;
  10. Saskatchewan.

As principais cidades — e as mais populosas — são Montreal e Vancouver. A primeira fica do lado francês e a segunda do inglês. Sim, o Canadá é marcado por duas influências colonizadoras.

Por isso, também tem esses dois idiomas como línguas oficiais. Para tirar seu visto canadense, é importante ter fluência em um dos idiomas ou até em ambos. 

Em relação ao clima, uma característica marcante é o frio. No entanto, em Vancouver, Toronto e Victoria, os verões são mais quentes. Assim, é possível aproveitar a riqueza aquática — aliás, há dois milhões de lagos, alguns dos principais rios do continente americano e acesso aos oceanos Pacífico e Atlântico.

Outros quesitos de destaque são a segurança, educação e a economia. O Canadá é o 6º país mais seguro do mundo. O governo também tem um órgão que regulamenta e fiscaliza todas as escolas, sejam públicas ou privadas.

Com isso, o nível de ensino segue o mesmo padrão. O resultado é uma taxa de alfabetização de 99%. Na economia, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) coloca o país na 12ª colocação, com pontuação 0,926.

A moeda usada no Canadá é o dólar canadense, que custa pouco mais que três vezes o real. Por isso, é valorizado perante a moeda brasileira, mas é mais fraco que o euro, a libra e o dólar americano.

Todas essas características do Canadá fazem o país ser um dos mais procurados pelos brasileiros. Por isso, a emissão de visto cresceu 88% entre 2017 e 2018. Nesse último ano, foram concedidas 3.950 autorizações.

Vancouver é uma das maiores metrópoles do Canadá e está sempre na lista de melhores cidades do mundo para se viver.
Vancouver é uma das maiores metrópoles do Canadá e está sempre na lista de melhores cidades do mundo para se viver.

Os tipos de vistos canadenses

Existem diferentes maneiras para saber como tirar visto canadense. A primeira etapa desse processo é entender quais são as opções de autorização de residência e quais são as características de cada modalidade.

Nesse caso, é importante destacar que há duas categorias: a temporária e a permanente. Entenda melhor como elas funcionam!

Temporary Visa

O temporary visa é aquele emitido para quem deseja apenas visitar o Canadá. Existem duas possibilidades dentro dessa classificação.

Electronic Travel Authorization

O eTA é voltado para entradas no Canadá por via aérea. Ele tem um prazo de processamento mais rápido e saber como tirar esse visto canadense é mais fácil.

O prazo dele é de cinco anos e está limitado ao vencimento do passaporte. Ele pode ser solicitado por qualquer brasileiro que tirou um visto canadense nos últimos 10 anos ou tem uma autorização válida dos Estados Unidos.

O custo é de 7 dólares canadenses e o pagamento é feito apenas por cartão de crédito. Se for negado, não há reembolso da taxa de pagamento. Para solicitar o eTA, você precisa de:

  1. passaporte com validade de seis meses ou mais;
  2. cartão de crédito;
  3. endereço de e-mail válido.

Para solicitar, você deve acessar o site do governo do Canadá. A resposta costuma demorar cerca de uma semana. Podem ser solicitados outros documentos. Assim que a aprovação for confirmada, você não precisa apresentar documentos no momento da viagem.

Temporary Resident Visa

O TRV é o visto de turismo tradicional. Ele é obrigatório para ingresso no país por via terrestre, marítima e aérea, exceto se você for elegível para o eTA. É possível permanecer no país por até seis meses. Nesse caso, não é permitido o direito de estudo, exceto se o curso durar até 24 semanas, nem de trabalho.

Caso queira ficar por mais tempo, é necessário solicitar uma extensão da autorização, mesmo estando no país. Para saber como tirar visto canadense, é importante entender que a validade do TRV varia de seis meses a 10 anos, condicionado à data de vencimento do passaporte.

O custo é de 100 dólares canadenses por pessoa, para a taxa básica, e de 500 dólares canadenses para famílias com cinco ou mais pessoas. Como a partir de 2019 é obrigatório fazer a biometria, há um custo adicional de 85 dólares canadenses por pessoa ou de 170 dólares canadenses para famílias de duas pessoas ou mais. Essa exigência exclui algumas pessoas, por exemplo, as que têm menos de 14 anos.

Para solicitar o TRV, é preciso acessar o site do governo canadense e reunir a documentação necessária. O checklist está no arquivo IMMI 5484. De toda forma, é necessário apresentar:

  1. comprovante de pagamento das taxas;
  2. cópia das folhas de passaporte com seu nome e outros dados pessoais, sua foto e seu número do documento;
  3. duas fotos, conforme os padrões do manual;
  4. comprovante de renda;
  5. certidão de casamento;
  6. carta que explicita o propósito da viagem.

Adicione os documentos em ordem e preencha os formulários. Se for viajar sozinho, poderá utilizar o questionário básico. Se não, precisará colocar os dados em outros extras. Em seguida, são geradas as taxas.

Elas devem ser pagas pelo site e você preciso de um e-mail válido e cartão de crédito. Para submeter sua solicitação, existem duas possibilidades:

  1. online: é preciso usar um scanner ou uma câmera para copiar os documentos e criar um arquivo único. Caso receba a aprovação, você receberá um e-mail para enviar o passaporte. Eles são encaminhados à VFS Global, representante do Canadian Visa Application Centre (CVAC). A taxa de transmissão é de 80 dólares canadenses por pessoa;
  2. CVAC: é paga a taxa básica e mais uma de serviço de 34,91 dólares canadenses por pessoa para enviar o passaporte e os documentos ao consulado. No retorno, você pode ir à unidade ou pagar uma quantia para receber em casa.

O tempo de processamento costuma ser de 12 dias, acrescido do prazo de envio e retorno do passaporte e da biometria.

Permanent Visa

O visto permanente oferece o direito de imigrar e o cartão de permanent resident (PR). Nesse caso, seu status é igual ao de um canadense, apesar de ainda não ser um cidadão. Após um tempo com o PR, você pode solicitar cidadania.

Para pedir o PR, você precisa primeiro saber como tirar visto canadense. Em seguida, pode fazer um processo provincial, usar o programa Express Entry ou de um projeto específico de Quebec etc. Entenda melhor conhecendo as características dos vistos de estudos e de trabalho.

Visto de estudante

O imigrante pode ficar no Canadá durante o período de estudos. Existem dois tipos enquadrados nessa categoria: o S-1 e o SW-1. Eles são parecidos. O que muda são os requisitos do curso realizado.

O visto SW-1 é voltado para aqueles que têm Co-op, ou seja, o estágio obrigatório para conclusão. Por sua vez, o S-1 isenta o aluno dessa obrigatoriedade.

Para qualquer uma das possibilidades, é preciso apresentar uma carta de aceitação de uma Designated Learning Institutions, que são instituições de ensino conveniadas ao governo. O pedido para tirar o visto canadense pode ser feito de maneira online ou postal.

O prazo para receber a resposta é de sete semanas, aproximadamente. A duração do visto varia conforme o período do curso e, na maioria das vezes, tem um prazo de 90 dias a mais. Assim, você tem tempo para renovar a autorização de permanência ou solicitar outros documentos.

Quanto ao trabalho, ele é proibido, em parte dos casos. Essa regra é válida para os cursos de inglês e programas de pathway. Se for um mestrado ou doutorado full time, você tem direito a fazer uma carga horária de 20 horas semanais e de tempo integral nas férias. Caso tenha um cônjuge, ele recebe a permissão de trabalho em período integral.

O Canadá dá preferência de concessão de visto canadense de trabalho para profissionais cujas áreas tenham carência de mão de obra no país.
O Canadá dá preferência de concessão de vistos de trabalho para profissionais cujas áreas tenham carência de mão de obra no país.

Visto de trabalho

O visto W-1 — mais conhecido como work permit — abrange as diferentes permissões de trabalho. A documentação varia conforme o programa. De toda forma, a maioria das situações exige ter uma oferta de uma empresa já em funcionamento ou ser patrocinado por ela.

O período de análise do visto é variável. É preciso apresentar a carta da empresa com a descrição das atividades a serem exercidas. Estudantes de cursos Co-op e que trabalham em trainees e estágios também podem solicitar o W-1.

Existe ainda o WX-1, que é direcionado para atividades profissionais momentâneas. É o caso de palestrantes, cantores, atores etc. Aqui, está implicado um compromisso rápido, de poucos dias.

Apenas o work permit dá direito ao PR por meio do Express Entry. Nesse caso, você deve passar em um teste de proficiência em inglês ou francês e precisa criar um perfil no site do governo, com o consequente preenchimento do formulário. Além disso, deve comprovar, pelo menos, um ano de experiência profissional.

Você terá seus documentos analisados e receberá uma pontuação. O máximo é de 1.200 pontos, que são divididos em:

  1. experiência e habilidades profissionais;
  2. fluência do idioma;
  3. adaptação ao Canadá, ou seja, se você tiver morado ou estudado;
  4. tem uma oferta de trabalho em empresa canadense (LMIA) e/ou uma nominação provincial (PNP).

Se seu perfil for escolhido pela pontuação, você deve fazer a inscrição e pagar as taxas. Somente para fazer a proficiência no Brasil, você pagará aproximadamente R$ 800. Para conseguir pontos por formação, precisa ter o ECA Report, que vale 233,91 dólares canadenses.

O governo canadense ainda cobra uma taxa de processamento de documentos de 550 dólares canadenses por pessoa e a de emissão de visto, de 490 dólares canadenses por pessoa. Em seguida, há os mesmos valores para enviar para o VSF ou ir ao CVAC.

Leia também: Trabalhar no Canadá: tudo o que você precisa saber sobre

Use a Remessa Online para programar sua viagem ao Canadá

Como você pôde perceber, qualquer que seja a sua alternativa para tirar o visto canadense, é preciso organizar as finanças. É fundamental se planejar e guardar dinheiro com antecedência. Assim, você evita gastos extras e imprevistos.

Agora que você já sabe como tirar visto canadense, é só começar os processos e deixar seu orçamento no azul. Lembre-se ainda de contar com a ajuda de uma empresa de transferência internacional, que fará remessas de dinheiro online sempre que necessário.

Caso precise enviar dinheiro para o Canadá, use a Remessa Online. A plataforma tem o menor custo de envio do mercado e o dinheiro é enviado em apenas 1 dia útil, não só para o Canadá, mas também para mais de 100 países.

E você, já está se preparando para esse momento? Veja como enviar dinheiro para o Canadá e garante sua segurança financeira!

Resumindo:

Quanto custa para tirar o visto canadense?

O valor varia bastante, mas chega a ultrapassar R$ 5 mil, atualizando os valores em reais. Por isso, é importante se organizar financeiramente.

Como pedir o visto canadense?

A solicitação depende da apresentação dos documentos solicitados e do tempo de análise da solicitação. Pode levar de alguns dias até alguns meses.

Quanto tempo demora para tirar o visto canadense?

Depende do tipo de visto. Apesar de algumas opções serem mais rápidas, é melhor se preparar para pois geralmente leva alguns meses.