Por que fazer um curso de idiomas no exterior?

por Remessa Online
3 minutos de leitura
Entenda a importancia de fazer um curso de idiomas no exterior

Por mais que existam diversos cursos de idiomas no Brasil, nada se compara a experiência de fazer um curso no exterior e realizar uma imersão na língua. Neste post, entenda porque fazer um curso de idiomas no exterior é vantajoso.

Muitos programas de intercâmbio proporcionam a realização de um curso de idiomas no exterior. Com a competitividade do mercado, saber se relacionar com pessoas de diferentes países é uma forma de se destacar da concorrência. A experiência internacional também contribui para esse propósito, porque oferece diferentes pontos de vista e uma vivência única.

Por isso, ingressar em um curso de línguas em outro país traz várias oportunidades, tanto pessoais quanto profissionais. Ainda existem outros motivos para investir nessa iniciativa. É o que vamos mostrar neste post, junto às características das aulas e aos principais programas e destinos.

Tem curiosidade em saber mais? Então confira o conteúdo!

curso de idiomas no exterior 1024x683 - Por que fazer um curso de idiomas no exterior?
A experiência de estudar no exterior agrega não só conhecimento teórico, mas também conhecimento de vida.

A importância de fazer um curso de idiomas no exterior

Se você já pensou em maneiras de se destacar no mercado de trabalho, é bem provável que um intercâmbio tenha passado pela sua cabeça. A experiência de viver em outro lugar, conhecer novas pessoas e experimentar coisas é enriquecedora.

No entanto, quando você alia essa oportunidade a um curso de idiomas no exterior, conquista fluência na língua e tem a chance até de conseguir uma vaga em uma empresa multinacional. Por que isso acontece?

Em primeiro lugar, porque você aprende a conviver com as diferenças e mostra que é capaz de enfrentar desafios e repensar suas escolhas. Ao mesmo tempo, fica claro que você é flexível e capaz de adquirir mais experiências.

O conhecimento de uma nova cultura e de pessoas de diferentes países também aumenta sua maturidade e melhora o relacionamento com outras pessoas. Você aprende a trabalhar em equipe, especialmente porque precisa de outras pessoas mais do que nunca quando está em um território desconhecido.

Em relação ao seu currículo profissional, com certeza ele se torna mais competitivo. Há um treinamento maior de escrita, conversação e compreensão, com enriquecimento do vocabulário.

As atividades complementares permitem conhecer melhor a cultura do país e desenvolver amizades, que podem se transformar em networking. Esses benefícios são sentidos independente da duração do curso.

É claro que, quando o curso de idiomas em outro país for de apenas algumas semanas, os efeitos são menores. Ainda assim, é uma oportunidade única de ampliar seus conhecimentos, carregar uma nova bagagem cultural e ampliar suas habilidades e competências.

As características dos cursos de idiomas estrangeiros

Os cursos de idiomas no exterior oferecem aulas de conversação, escrita e audição. O objetivo principal é garantir a evolução no aprendizado da língua. No entanto, há benefícios adicionais, como as experiências pessoais e as amizades que cria.

Voltando ao foco principal, cada curso tem características específicas. Veja quais são elas e entenda em quais situações se encaixa para aproveitar a oportunidade.

Duração do curso

O intercâmbio pode durar quanto tempo você quiser. O mais comum é definir o período que vai ficar fora a partir do seu nível de conhecimento do idioma. Para isso, é possível fazer um teste de proficiência.

De modo geral, o nível básico de conhecimento implica a realização de 9 meses a 1 ano de estudo. Se você tem um entendimento intermediário, 6 meses é suficiente. E se for avançado, 3 meses é o ideal.

Veja que essa é uma métrica usada pela maioria das agências de intercâmbio para indicar quanto tempo você deve ficar no exterior. Contudo, a decisão final é sua e depende de suas necessidades e seus recursos.

Por outro lado, existem algumas particularidades, a depender do país para o qual você vai. Por exemplo, na Nova Zelândia é exigido que o curso tenha uma duração de mais de 14 semanas, caso queira trabalhar durante a viagem. Portanto, vale a pena se informar sobre esses detalhes.

Custos

A viagem para qualquer país vai sofrer a influência do câmbio, ou seja, da flutuação da moeda local em relação ao real. De toda forma, esse é um investimento que vale a pena devido a todos os benefícios que traz.

Além disso, diferentes fatores influenciam no preço final do curso de idiomas estrangeiro. O destino escolhido, o tempo de duração da viagem e a hospedagem são alguns deles. Para se ter uma ideia, estudar inglês na Irlanda por apenas 30 dias, por exemplo, pode custar a partir de R$ 5.500.

Por sua vez, se escolher a Inglaterra, deverá desembolsar mais de R$ 8.000. Nesses valores estão incluídos taxas, seguro viagem e hospedagem de 4 semanas.

Escolha do destino

As opções de lugares para fazer um curso de idiomas no exterior são variadas. Primeiro, é importante pensar sobre a língua que pretende aprender. Por exemplo, de nada adianta ir para os Estados Unidos, se você pretende aperfeiçoar o alemão.

Em seguida, considere suas condições financeiras e veja quais são as possibilidades. Como você percebeu, a depender do destino escolhido, o valor do curso varia bastante.

Por fim, pense sobre o objetivo da viagem. O principal, para você, é aprender um novo idioma? Aperfeiçoá-lo? Ter novas experiências? Fazer networking? Tentar uma vaga de emprego no exterior?

Ao ter essas respostas, fica mais fácil encontrar o curso certo para você. A partir disso, também é definida a melhor instituição de ensino, de acordo com as suas perspectivas.

Os países que oferecem um bom custo benefício para aprendizado da Língua Inglesa são:

  1. África do Sul: tem um custo mensal de aproximadamente R$ 1.600 para viver na Cidade do Cabo;
  2. Austrália: permite trabalhar por meio período. Os cursos começam em R$ 477 por semana;
  3. Canadá: facilita o trabalho por 20 horas semanais por meio do work permit. O custo de vida fica em aproximadamente R$ 2.700;
  4. Malta: é um destino diferenciado, mas que tem sua procura aumentada pela beleza e custo de vida baixo. Os cursos cobram cerca de R$ 424 por semana;
  5. Nova Zelândia: oferece amplo contato com a natureza e isenta o visto por até 90 dias. O custo de um curso intensivo em Auckland é de R$ 655;

Os países que oferecem um bom custo benefício para aprendizado da Língua Espanhola são:

  1. Argentina: é um país mais próximo e barato, com cursos a partir de 199 dólares;
  2. México: tem ampla variedade cultural e cursos que iniciam em 177 dólares;
  3. Espanha: tem um custo de vida elevado, mas oferece uma experiência diferente, por estar na Europa. É possível estudar a partir de 195 euros por semana.
curso de idiomas no exterior - Por que fazer um curso de idiomas no exterior?
Quando você faz um curso de idiomas no exterior precisa aprender a deixar a timidez de lado e pedir ajuda sempre que necessário.

Os principais programas de intercâmbio

Para escolher os melhores cursos de idiomas no exterior, é preciso considerar as oportunidades dentro de cada categoria. As possibilidades são:

  1. para negócios: têm a duração que você desejar, mas o mais comum é o de 30 dias;
  2. preparatório para testes de proficiência: é indicado para quem quer seu certificado de validade internacional. É possível escolher entre IELTS, TOEFL, TOEIC e Cambridge — depende do seu objetivo;
  3. para adolescentes: são voltados para alunos ainda no Ensino Médio. O aluno estuda em uma escola;
  4. para adultos: foca o aperfeiçoamento do idioma em aulas divididas por faixas etárias;
  5. para estudo e trabalho: fazem mais exigências por terem características específicas. Alguns dos países mais procurados são Irlanda, Austrália e Nova Zelândia.

Ainda existe o de voluntariado, que tem como objetivo principal ajudar uma causa social, mas também permite participar de um curso de idiomas. Portanto, fica claro que existem alternativas para todos os bolsos e gostos.

Dessa maneira, você aprende mais, obtém vários benefícios pessoais e profissionais e, tem a chance de conhecer novas pessoas no seu curso de idiomas no exterior. O resultado pode ser qualquer um, desde a obtenção de outras experiências até a conquista de um emprego em outro país.

Para pagar o seu curso de idiomas no exterior, é provável que você precise realizar uma transferência internacional para o país para garantir sua matrícula. Use a Remessa Online nesse processo e pague o menor custo de envio do mercado, apenas 1,3%. A plataforma é simples de usar e o dinheiro é enviado em até 1 dia útil.

E você, quer estudar fora do Brasil e aperfeiçoar um idioma? Aproveite que agora está mais fácil pagar seu curso no exterior e planeje-se!

Resumindo:

Qual o lugar mais barato para estudar inglês no exterior?

O valor varia muito conforme o pacote da viagem. No entanto, a Irlanda e a África do Sul são dois dos destinos mais baratos para estudar inglês.

Qual o lugar mais barato para estudar espanhol no exterior?

A nossa vizinha Argentina oferece o melhor custo benefício para quem quer fazer um intercâmbio de Língua Espanhola.

Quanto custa um intercâmbio nos EUA?

A variação dos preços depende da cidade em que você vai ficar, hospedagem, alimentação e outras variáveis. Por outro lado, o custo de vida nos Estados Unidos é mais alta, o que tende a deixar o intercâmbio mais caro. Em geral, os Estados Unidos costuma ser um dos países mais caros para fazer intercâmbio de inglês.

Onde estudar inglês na Europa?

Você pode escolher qualquer país com o inglês como idioma oficial. Tudo depende das suas condições financeiras. Um dos destinos mais procurados é a Inglaterra, embora o custo seja elevado. A Irlanda é o destino mais procurado do momento e a ilha de Malta vem se destacando como destino cada vez mais visado por estudantes, especialmente pelo preço.


Assuntos relacionados