Saiba como planejar um intercâmbio

Saiba o que levar em consideração na hora de planejar um intercâmbio e evite imprevistos. Veja quais itens são fundamentais para sua viagem ao exterior e aproveite para desfrutar a experiência de estudar e trabalhar no exterior!

Entenda o que levar em consideração na hora de planejar seu intercâmbio

Saiba o que levar em consideração na hora de planejar um intercâmbio e evite imprevistos. Veja quais itens são fundamentais para sua viagem ao exterior e aproveite para desfrutar a experiência de estudar e trabalhar no exterior!

Você sabe como planejar um intercâmbio? Essa viagem precisa ser programada para evitar imprevistos e garantir que você tire o melhor proveito da experiência.

Nesse processo, é preciso pensar nas questões financeiras, se vai fazer um curso durante o intercâmbio, se pretende trabalhar, qual será seu destino e outros fatores. Por isso, existem vários detalhes a considerar no seu planejamento.

Para tornar essa atividade mais fácil, neste post vamos explicar como planejar um intercâmbio de sucesso. Veja o que fazer!

O intercâmbio e seus benefícios

Quer saber como planejar um intercâmbio? Veja neste post quais são os itens fundamentais e que não podem faltar na sua lista!
Um intercâmbio é a oportunidade ideal para crescer e amadurecer pessoalmente e profissionalmente.

O intercâmbio consiste em vivenciar uma experiência intelectualmente e culturalmente enriquecedora em outro país. É tradicionalmente realizado por estudantes que querem aprender um novo idioma, fazer um curso numa área específica ou até mesmo fazer uma graduação ou pós graduação numa instituição de ensino estrangeira.

Hoje em dia, o conceito é mais abrangente e pode ser adotado por pessoas que querem fazer um estágio numa empresa do exterior, por exemplo.

De qualquer maneira, a bagagem pessoal e profissional acumulada é significativa. Você faz networking, aprende a conviver com culturas completamente diferentes da sua e acaba recebendo mais oportunidades no mercado de trabalho. Outros benefícios obtidos são:

  1. aumento da independência;
  2. planejamento do futuro; 
  3. melhoria da maturidade diante de situações inusitadas;
  4. aperfeiçoamento rápido de um idioma;
  5. imersão na cultura de outro país, com melhoria da capacidade de compreensão e da visão de mundo;
  6. valorização do currículo acadêmico e profissional.

Os tipos de intercâmbio e as principais dúvidas

Existem diferentes programas que permitem passar um tempo fora do país. Você deve conhecer todos eles para saber como planejar um intercâmbio. Afinal, cada um tem suas características e seus objetivos. Veja quais são as opções:

  1. intercâmbio de Ensino Médio: é voltado para adolescentes entre 14 e 19 anos. O curso dura 1 semestre ou 1 ano em uma escola regular. Oferece uma experiência realmente imersiva;
  2. intercâmbio de idiomas: foca o estudo de uma língua estrangeira. A duração vai de 1 mês a 1 ano e você ainda pode trabalhar ou fazer outros cursos, a depender do país;
  3. intercâmbio de idiomas com atividades extras: é aquele em que você estuda a língua e faz um curso de arte, culinária, esporte, dança, fotografia etc. É indicado para quem tem nível intermediário no idioma e quer aperfeiçoar os conhecimentos;
  4. intercâmbio au pair: consiste em trabalhar de forma remunerada como babá e estudar ou passear nas horas vagas. A duração é de 1 ano e pode ser prorrogado pelo mesmo período. É uma opção mais barata;
  5. intercâmbio com trabalho voluntário: visa a aprender um idioma e realizar uma ação social. Os destinos mais comuns são China e África do Sul. Pode durar de 1 a 3 meses. De todas as alternativas, é a mais barata;
  6. intercâmbio para estudos superiores: é aquele em que você vai fazer uma graduação, MBA, mestrado ou doutorado. Pode ser o curso integral ou apenas uma parte dele.

Como você pôde perceber, há opções para todos os gostos e bolsos. Você pode ter diferentes experiências, a depender da modalidade escolhida. Ainda assim, podem surgir algumas dúvidas sobre como planejar um intercâmbio. Veja quais são as mais comuns e suas respostas.

Contratar uma agência de intercâmbio ou viajar por conta própria?

É possível fazer das duas formas e ambas têm vantagens e desvantagens. Se você cuidar de tudo por conta própria, terá mais trabalho, mas poderá economizar consideravelmente. Por outro lado, a agência facilita muito as etapas burocráticas.

Se você optar por fazer tudo sem ajuda, vale a pena procurar um centro de orientação a estrangeiros. Além disso, lembre-se de pedir documentos e recibos que facilitem a obtenção do visto. Se atente às regras específicas do país para onde você está indo, como por exemplo: o país exige visto? Por quanto tempo posso ficar com o visto de estudante? É possível renovar o visto? Preciso comprovar renda mínima?

Caso prefira contar com a agência, terá que pagar uma taxa de serviço. Os benefícios são: convênio com escolas e universidades, suporte no exterior e descontos em passagens aéreas.

Também há a possibilidade de contratar uma agência para determinadas partes do processo e procurar de maneira independente outras partes, como a busca por passagens ou a pesquisa por instituições no exterior, por exemplo.

Usando a  Remessa Online você pode enviar dinheiro ao exterior para pagar sua graduação, pós-graduação ou intercâmbio para estudar no exterior e garantir sua matrícula antes mesmo de viajar ao país. É a melhor maneira de economizar pois a Remessa Online pratica as menores tarifas do mercado e o dinheiro é enviado em apenas 1 dia útil e para mais de 100 países!

Não é porque determinado país é famoso e muito visitado que ele necessariamente atenderá a suas necessidades de intercâmbio. Realizar uma ampla pesquisa ao planejar seu intercâmbio antes de escolher o país ideal ajuda a evitar frustrações.
Não é porque determinado país é famoso e muito visitado que ele necessariamente atenderá a suas necessidades de intercâmbio. Realizar uma ampla pesquisa antes de escolher o país ideal ajuda a evitar frustrações.

Como escolher o destino?

Decidir a melhor opção depende de vários detalhes e do seu objetivo. Observe, principalmente:

  1. estilo de vida, ou seja, se você é mais executivo, aventureiro, descolado etc.;
  2. objetivo da viagem, se é para estudo, trabalho, diversão e mais;
  3. clima do país, para saber se você vai se adaptar;
  4. orçamento, a fim de ter certeza de que cabe no seu bolso;
  5. tempo que deseja ficar fora do país;
  6. idioma que é falado no país.

É provável que você tenha que fazer concessões em alguns itens, mas essa é uma maneira fácil de saber qual destino é o ideal para começar a planejar seu intercâmbio. Lembre-se ainda de considerar países menos procurados, como África do Sul, Malta e Irlanda. Podem ser boas opções para ter experiências e economizar.

Quais são os documentos necessários?

É preciso apresentar diferentes documentos, a depender do país escolhido. Na Europa, muitos países dispensam visto para permanência de até 90 dias. Em outras localidades, é necessário conseguir um visto apropriado, que pode ser estudo ou trabalho.

Ainda há países que exigem uma autorização de residência para quem ficar acima de 6 meses no país. Para emitir essas permissões, é preciso verificar o processo em cada país. Você pode perguntar na agência de viagens ou consultar a embaixada ou o consulado.

Por fim, existem países que permitem que o estudante trabalhe meio período usando o visto de estudante, mas há outros países que não permitem que o estrangeiro trabalhe com visto de estudante. Se sua intenção é trabalhar para custear suas despesas no exterior, pesquise se o visto de estudante para o país que você pretende ir permite o trabalho.

Confira artigos que fizemos sobre estudar em alguns dos países mais procurados pelos estudantes:

Como planejar um intercâmbio no quesito financeiro?

Existem países que exigem comprovação financeira de que você conseguirá se manter no país. Além disso, é comum ser solicitada a contratação de um seguro saúde. Por isso, é necessário economizar e ter uma boa quantia guardada — o valor vai depender do destino.

Calcule também os gastos mensais. Nos Estados Unidos, por exemplo, você terá que desembolsar cerca de 2 mil dólares para transporte, lazer e alimentação. No Canadá, o custo cai para cerca de 1.500 dólares, o mesmo montante da Austrália. Para a Inglaterra, custa 2 mil dólares e para a Espanha, 1.400 dólares.

Assim, sabendo como planejar um intercâmbio com antecedência, você aproveita apenas a parte enriquecedora da viagem. Como resultado, aprimora seu lado pessoal e profissional, e conquista várias oportunidades.

Quer saber mais sobre como guardar dinheiro para viver essa experiência? Aprenda como economizar dinheiro para fazer o intercâmbio dos seus sonhos!